Cidadeverde.com
Entretenimento

Murilo Huff, ex de Marília Mendonça e pai de seu filho, chora ao falar da perda

Imprimir

Leo Franco / AgNews

Murilo Huff, de 26 anos, ainda está sem conseguir entender a morte de Marília Mendonça, sua ex-namorada e mãe do filho Léo, de 1 ano e 10 meses. A cantora morreu na última sexta-feira (5) em acidente aéreo, em Minas Gerais e foi sepultada na noite de ontem, em Goiânia.

"Às vezes, é muito estranho. Eu não sei explicar. A gente tem uns lapsos que parece que tá tudo ok. Aí, lembra alguma coisa e é muito confuso. Foi muito de surpresa"

Atualmente, o filho de Murilio Huff com Marília Mendonça está na casa da mãe da cantora. Ele diz que o fato da criança ainda ser pequena é um grande alívio para não sentir a dor da perda da artista como tem sido com amigos, familiares e fãs.

"O Léo tá bem, graças a Deus. Agora, ele tá com a mãe dela. Graças a Deus, ele é muito pequenininho e não entende. Eu sei que vai chegar o momento que ele vai sentir falta dela, mas essa dor que a gente tá sentindo ele não vai sentir. Ele vai sentir saudade, mas essa dor, graças a deus, ele é pequenino para entender."

O cantor lembrou que a cantora lhe enviou uma mensagem antes do acidente pedindo atenção nos cuidados com o filho. A mensagem hoje é vista por ele como um adeus antecipado da ex-companheira.

"A gente faz muito pouco tempo que não estava junto, mas a relação foi muito boa. Todas as vezes que a gente teve algum tipo de atrito, vamos dizer que a gente precisou se afastar como casal, mas sempre nós respeitamos demais. Nunca paramos de se falar, principalmente depois do Léo. Eu sempre respeitei ela muito como mãe e ela me respeitou muito como pai também, acima de qualquer coisa. A última mensagem que ela mandou pra mim, ironicamente, foi no dia que aconteceu [o acidente]. Ele tava indo pra casa da minha mãe e ela mandou mensagem pedindo pra cuidar dele, ficar de olho, porque ele tinha tomado vacina. Parece que ela tava despedindo porque falar, justamente, isso no dia que aconteceu."

Murilo Huff e Marília Mendonça tiveram relacionamento de quase quatro anos, mas após idas e vindas terminaram o romance em setembro passado. Ele fez questão de elogiar a ex-companheira por sempre 'colocá-lo lá em cima'. "Era incrível. Era muito apaixonada nele. O Léo aconteceu na nossa vida de uma forma muito repentina, mas a gente recebeu muito bem e ela sempre foi incrível demais. Muito mãezona, filhona e namoradona. Ela era incrível e me jogava lá em cima, sempre", declarou o cantor, e completou dizendo que a música serviu como ponte para se conhecerem.

"A gente se conheceu com ela gravando uma canção minha, que é "Transplante". Aí, eu mandei um direct pra ela quando ela foi fazer um show aqui em Anápolis, cidade aqui perto de Goiânia, querendo ver a galera cantando a música, ela tava bem e num momento bom. Ela foi super receptiva comigo, me recebeu no camarim e assistiu ao show."

Huff classificou o motivo do fim do romance com a artista como 'besta' e até enxerga que talvez tenha sido um sinal do destino para tirá-lo do voo que vitimou Marília Mendonça e outras quatro pessoas.

"Mais ou menos uns dois meses que a gente não tava mais juntos... Assim, foi por uma coisa tão idiota, sabe? Foi por um motivo tão besta. Hoje, analisando tudo o que aconteceu, se a gente estivesse junto, eu estaria com ela dentro do avião, porque eu não tinha show nesse final de semana. Ela estava voltando aos shows, na melhor fase da vida dela e super feliz com os projetos dela. Com certeza, eu estaria acompanhando ela."

Dois dias após sua morte, a cantora Marília Mendonça lidera as paradas musicais do streaming no Brasil e desponta até mesmo entre as músicas mais tocadas no mundo. A brasileira foi a artista feminina com o maior volume de streaming no mundo ontem, dia de seu velório e enterro, com 28,6 milhões de reproduções somente no Spotify. Marília Mendonça ficou à frente de Taylor Swift, Doja Cat, Adele, Dua Lipa, Billie Eilish, Ariana Grande, Summer Walker, Olivia Rodrigo e Rihanna.

O Prêmio Multishow optou por cancelar as votações da categoria cantora do ano e anunciou que o prêmio será de Marília Mendonça. A decisão vem após forte apelo nas redes sociais e até mesmo da união de fã-clubes de todas as cantoras concorrentes pedindo que o canal entregasse o prêmio à sertaneja.
*
Veja outros trechos da entrevista de Murilo Huff sobre Marília Mendonça:


Namoro com Marília Mendonça
"Namorar mesmo, com pedido, foi depois de um ano e meio. Mas, assim, meio que já era um namoro sem falar. Ela ficava comigo e eu ficava com ela. Era conexão forte. A gente tava nessa ficando e tal e ela brigou comigo porque eu não pedia em namoro. Aí, a gente ficou afastado algumas semanas, acho que umas duas, e não aguentei. Fui atrás, pedi em namoro e a gente oficializou. Eu sempre tive medo muito grande das pessoas pensarem que eu estaria com ela por interesse ou qualquer coisa do tipo, pela minha profissão ser a mesma que a dela."
Marília Mendonça era igual ao trazia em suas canções?
"Era intensa demais, muito intensa e amava demais. Amava muito tudo. Ela é um gênio. Primeira composição com 12 anos. Então, sempre foi muito a frente do tempo dela. Onde ela botava a mão, mudava a vida de todo mundo. Não digo financeiramente, mas com uma palavra, um conselho ou um empurrãozinho. Mudava a vida de todo mundo."
Desafio de criar o filho sem a mãe
"Não vai ser fácil, né, mas tem que ser forte e não tem outro jeito. Vou fazer questão de falar pra ele que ela era querida pelo Brasil inteiro, o tanto que ela era uma mãe excepcional, filha excecional, mulher excecional. É um pedacinho dela que ficou aqui."

 

Fonte: Folhapress

Imprimir