Cidadeverde.com
Geral

Médicos anunciam paralisação por 24 horas na próxima terça-feira

Imprimir

Foto: SIMEPI


Médica Lúcia Santos

Em assembleia geral, os médicos no Piauí aprovaram uma paralisação de advertência na terça-feira (16/11). Somente os serviços de urgência vão funcionar neste dia na capital e no interior do estado. 

O movimento foi deflagrado após uma assembleia extraordinária promovida pelo Sindicato dos Médicos do Piauí (SIMEPI).

Entre as reivindicações da categoria está a realização de concurso público, a aplicação da progressão da carreira médica e o pagamento do piso salarial, definido pela Federação Nacional dos Médicos (PISO FENAM). Outras quiexas da categoria estão relacionadas à precariedade em vínculos trabalhistas e o corte no vencimento de profissionais.

"Além disso, cobramos a realização de concursos públicos. Há uma defasagem muito grande de profissionais. Encontramos muitos vínculos empregatícios precários. Profissionais estão sendo contratados de boca, aleatoriamente", criticou a diretora do SIMEPI, Lúcia Santos. 

Durante a paralisação, os médicos não farão nenhum ato público. A categoria estará reunida no SIMEPI, onde terá uma nova assembleia às 19h para a categoria avaliar o movimento e decidir sobre os novos rumos das manifestações. 

"Tudo pode acontecer, até mesmo deflagraram greve. Os gestores estão cometendo ilegalidade ao deixarem de pagar e retirarem salários, direitos, como insalubridade. Não vamos ficar parados diante de tamanha precarização", completou Lucia Santos. 

Aqueles pacientes com consultas agendadas na rede pública para a terça-feira precisam reagendar junto à unidade de saúde respectiva. 

O QUE DIZ A SESAPI E A FMS

Através de nota, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) informou que o novo piso nacional da categoria ainda está em discussão. Já com relação as progressões, a Fundação alega que elas estão acontecendo a medida que o profissional tem o direito adquirido. E sobre a realização de concursos, a FMS informou que é uma das metas da nova gestão, mas que ela não pode ser realizada este ano.

A Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi) não se manifestou até a publicação desta matéria. 

 

Nataniel Lima
[email protected]

Imprimir