Cidadeverde.com
Geral

No Piauí, mais de 11 mil alunos não retornaram às aulas presenciais por questões de saúde

Imprimir

Foto: Seduc-PI 

Desde a retomada do ensino presencial nas escolas da rede estadual do Piauí, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), vem verificando uma variação de 5% do total de alunos matriculados, ou mais de 11 mil estudantes, que não retornaram às escolas por questões de saúde.

Segundo a diretora da Unidade de Ensino e Aprendizagem da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Maria José Mendes, o que está sendo observado são exceções dos pais por problemas de saúde, comorbidade do aluno ou por não estarem com a imunização completa. De acordo com a Seduc, entre as comorbidades, se destacam diabetes, hipertensão, pessoas imunossuprimidas e gravidez. 

“Varia entre 5% os alunos que não retornaram por questões de comorbidade de saúde. O que a gente vê são as exceções de alguns pais por questões de problema de saúde dos pais, questões de comorbidade do aluno ou que não completaram o ciclo vacinal”, explica a diretora.

Na rede estadual de ensino, são cerca de  227 mil estudantes em 656 escolas no estado. A última etapa do retorno presencial às salas de aula foi realizado no dia 3 de novembro, tanto para as turmas restantes do ensino fundamental, quanto para o médio.

Maria José Mendes, ressaltou também que a Seduc segue realizando uma busca ativa com diversos projetos nas instituições e entrando em contato com os pais e alunos através de ligação e visitas às residências deles.

“A Seduc reforçou uma busca ativa com projetos voltados para a questão emocional, questão cognitiva. Também estamos indo na casa do estudante, fazendo ligação, mandando mensagem, realizando atividades diversificadas com o intuito de atrair os alunos ao retorno”, acrescenta a diretora. 

Já sobre a comprovação do não retorno presencial, a Seduc explica que os casos omissos deverão ser submetidos para análise da Superintendência de Educação Básica (SUEB), Superintendência de Educação Técnica e Profissional e Educação de Jovens e Adultos - SUETPEJA, Superintendência de Ensino Superior - SUPES e Superintendência de Gestão - SUPEG.  

Em Teresina

Já na capital, menos de 1% dos alunos não retornaram às aulas. O levantamento é da Secretaria Municipal de Educação (Semec) e de acordo com os dados, dos 92.400 alunos matriculados na rede de ensino, apenas 888 seguem no ensino remoto.

Sobre o motivo desse não retorno, a Semec explicou que cada caso está sendo verificado individualmente e acompanhado pelos gestores das unidades de ensino e pela Gerência de Assistência ao Educando.

Além disso, a Secretaria Municipal de Educação acrescentou que vem convocando os pais ou responsáveis dos alunos a participarem de reuniões de orientações e apresentação das diretrizes e protocolos de retorno das unidades escolares.

Quando os pais não comparecem às instituições, é realizado o processo de busca ativa por meio do contato telefônico e até mesmo indo ao último endereço registrado pelos responsáveis do aluno no momento da matrícula.

 

Rebeca Lima
[email protected] 

Imprimir