Cidadeverde.com
Política

Átila Lira defende Inepi e nega interferência política em questões do Enem

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidade Verde

O deputado federal, Átila Lira (Progressistas), saiu em defesa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) elaborado e executado pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido). A edição aplicada no domingo (21) aconteceu em meio a demissões no Instituto de Ensino Profissional Intensivo (INEPI) e denúncias feitas por funcionários de intervenção ideológica na formulação das questões.

A Frente Parlamentar Mista da Educação da Câmara Federal, da qual o deputado faz parte, fez um monitoramento em tempo real das questões aplicadas com a ajuda de especialistas nas disciplinas cobradas. 

De acordo do Átila Lira, o diagnóstico feito pelo grupo apurou o contrário das acusações feitas. Ele ainda acrescentou que se houve alguma tendência presente nas perguntas aplicadas, esta foi de esquerda.

“Havia uma série de comentários de que havia interferência política na preparação do exame mas acho que pela avaliação feita não há nenhuma tendência de direita na realização do exame, pelo contrário, é predominantemente de esquerda”, disse.

Entre as questões presentes no primeiro dia da prova estiveram perguntas que envolveram a música a 'Vida de gado', Chico Buarque, a situação dos indígenas brasileiros e a escravidão, todos temas sensíveis ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).


Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir