Cidadeverde.com
Últimas

DHPP prende suspeito de ceder carro para latrocínio de taxista

Imprimir

Policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam, na tarde desta terça-feira (23), um homem identificado como Luís Carlos, suspeito de ceder carro para criminosos praticar roubos na zona Sudeste de Teresina. 

Um desses assaltos terminou na morte do taxista Geovani Soares Barroso, no último dia 19 de outubro, no Parque Itararé. Duas pessoas foram presas. Luís Carlos chegou a procurar a Polícia Civil alegando que seu carro havia sido roubado pelos criminosos e solicitou a restituição.  


Taxista foi morto

"Ele veio até a delegacia solicitar a restituição do carro dele, foi ouvido, realizou o reconhecimento dos executores do crime contra o taxista, alegando que também foi vítima do roubo. Mas ele não contava que os executores do latrocínio abriram toda circunstâncias acerca do latrocínio, mas sobre roubo do veículo negaram veementemente e contaram que o dono do veículo que foi até ele e houve combinação previa que na manhã inteira iam fazer uma série de roubos na região sudeste para no final fazer divisão dos objetos subtraído”,  conta o delegado Bruno Ursulino, do DHPP.

De acordo com o delegado, o preso vai responder como participe no latrocínio, associação criminosa e denunciação caluniosa porque fez o registro do roubo do carro.

Segundo as investigações policiais, Luis Carlos foi preso em 2017 em operação do Grupo de Repressão ao Crime Organizado que investigou ataques a instituições financeiras em Teresina. 

 

Izabella Pimentel
Com informações do Jornal do Piauí
[email protected]

Imprimir