Cidadeverde.com
Geral

Prefeitura faz ação educativa para evitar crianças venezuelanas em semáforos

Imprimir

Equipes do Conselho Tutelar e da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social (Semcaspi) realizaram nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (25) uma ação educativa nos abrigos onde residem indígenas venezuelanos em Teresina. A ação, que também contou com apoio da Guarda Municipal, tem como objetivo coibir o uso de crianças e adolescentes venezuelanos na prática de mendicância nos semáforos de Teresina. 

As visitas aos abrigos iniciaram por volta das 4h30 da madrugada. As equipes tiveram conversas com as famílias venezuelanas da etnia Warao que vivem nos três abrigos de Teresina. 

“Conseguimos conversar abertamente com ele as situações que estão ocorrendo e as leis brasileiras que eles precisam se adaptar. Em alguns sinais, o conselho tutelar teve que fazer o abrigamento dessas crianças que estavam em situação de extrema vulnerabilidade”, destacou o gerente de Direitos Humanos da Semcaspi, André Santos. 

De acordo com a prefeitura, pelo menos 70 famílias de venezuelanos vivem em Teresina. 

Foto: TV Cidade Verde 

Em conversa com a reportagem da TV Cidade Verde, alguns venezuelanos que vivem nos abrigos argumentaram que não possuem condições para sustentar as famílias e que a prática de pedir dinheiro nos semáforos é uma forma de complementar a renda. Eles ainda questionam os valores repassados pela Prefeitura. 

“Não é suficiente”, disse o venezuelano Edgar Gonçalves, ao dizer que às vezes as famílias comem somente arroz. 

Sobre o questionamento, o gerente de Direitos Humanos da Semcaspi disse que a prefeitura vai avaliar se há necessidade de ampliar o auxílio para alimentação que é repassado semanalmente às famílias venezuelanas. Ele destaca que os abrigos recebem acompanhamento nutricional regularmente. 

Outra demanda apresentada pelos venezuelanos foi a possibilidade de trabalhar em setores como agricultura e psicultura. O pedido também será avaliado pelo município. 

 

Foto: TV Cidade Verde 

 

 

Natanael Souza
[email protected] 

Imprimir