Cidadeverde.com
Cidades

Vídeo: menina de 13 anos se afoga ao ter cabelo sugado em piscina no Piauí

Imprimir
 
“Eu só tenho a agradecer a Deus por ter feito um milagre e ter trazido minha filha de volta para mim”. Agora, mais calma, o relato é da telefonista Rozana Pimentel. Ela é mãe da adolescente Maria Rita Pimentel, 13 anos, que se afogou ao ter o cabelo sugado por aspirador de recirculação de água enquanto nadava em uma piscina na casa de uma amiga.
 
O acidente aconteceu na tarde do último domingo (5), na cidade de Água Branca, a 98 Km de Teresina, e foi registrado por câmeras de segurança. Nas imagens chocantes, a menina aparece já submersa batendo o pés.  Quem estava no local achava que a garota estava nadando normalmente. 
 
Rozana contou ao Cidadeverde.com que a filha percebeu que estava tendo o cabelo sugado no aspirador de recirculação de água e prendeu a respiração. Ela ainda aguentou cerca de três minutos sem respirar, mas acabou desmaiando e se afogou. 
 
“Antes de desmaiar ela conseguiu pedir socorro arranhando uma amiguinha dela que estava na piscina. A menina alertou os adultos, que rapidamente foram socorrer minha filha. Chegaram a desligar o contador de energia, mas o sugador não desprendeu o cabelo dela e aí pegaram uma faca e cortaram um pouco do cabelo dela. Aí conseguiram tirar ela da piscina, fizeram massagem cardíaca, respiração boca a boca e graças a Deus minha filha ficou bem”, conta, emocionada, Rozana Pimentel. As imagens mostram o desespero de todos que estavam na casa tentando salvar Maria Rita.
 
A garota foi levada, já consciente, para o Hospital Municipal Senador Dirceu Arcoverde. Ficou em observação e recebeu alta em seguida.
 
“Deus foi muito bom comigo e minha família”, ressalta Rozana, que agradece ainda o empenho da família da amiga de sua filha durante o socorro à adolescente.
Foto:Arquivo Pessoal

Rozana e a filha Maria Rita
ALERTA
Para evitar que acidentes como este voltem a acontecer, Rozana Pimentel compartilhou o vídeo que mostra a filha se afogando em seu perfil no Instagram e alertou sobre os ricos de sugadores em piscinas. 
 
“O que eu e minha família sentimos, o medo e o desespero de saber que poderíamos ter perdido ela, não desejamos para ninguém, por isso, decidi deixar algumas recomendações para que vocês pais e todas as pessoas no geral possam ficar atentos quanto a isso”, disse.
 
Entre as recomendações de Rozana estão:
1- Ensine seus filhos a localizarem esse sugador ou ralo e os perigos do mesmo, para que não cheguem perto;
2- Quanto as pessoas que acompanham as crianças, fiquem sempre de frente para piscina observando tudo; 
3- Quanto aos donos, conheça bem esse método, agende o processo de filtragem somente quando a piscina estiver fechada e se possível instale ao menos dois dutos de sucção para diminuir a força em cada um deles; 
4- 4-Talvez um botão para o desligamento de emergência da bomba de sucção seria uma ótima alternativa
 
 
Izabella Pimentel
Imprimir