Cidadeverde.com
Cidades

Governo construirá escolas e fortalecerá artesanato em Ilha Grande

Imprimir

 

Após articulação do deputado Franzé Silva (PT) e da liderança política Magno Brito, o governador Wellington Dias recebeu, nesta quinta-feira (16), o diretor da empresa Morro da Mariana Empreendimentos Imobiliários, Mauri Ferreira, que vai doar um terreno para construção de uma nova escola na cidade de Ilha Grande, litoral piauiense.

Com a doação, o Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), iniciará processo licitatório. "Será construída uma escola moderna nessa cidade turística, que é Ilha Grande. Com a doação, temos as condições de registrar e liberar o edital para o início dessa obra”, destaca o chefe do Executivo estadual.

Na reunião, também foi tratado sobre a proposta de construção de uma escola de artesanato no município e a viabilização de um novo acesso que irá contornar Ilha Grande, em direção ao Porto dos Tatus. O governador Wellington Dias explica que a ideia é fazer uma Parceria Público-Privada (PPP) para a concretização da proposta.

“Aqui nasceu a proposta para, junto com um centro de eventos, ter uma PPP para uma escola de artesanato, assim como já temos em Teresina. E foi apresentado um projeto para que, da nova ponte, onde está a Marinha, em Parnaíba, viabilizemos o acesso a Ilha Grande, saindo por uma espécie de contorno em direção à região dos Tatus”, observa.

A doação do terreno para a escola foi viabilizada pelo deputado Franzé Silva e Magno Brito. “O que está sendo trabalhado é um projeto para desenvolver aquela região. Tivemos o sinal positivo do governador. A parceria com essa empresa irá facilitar, pelo fato de ter o projeto já em andamento por parte deles”, assinala.

Magno, por sua vez , destaca que “os projetos vão abrir as portas para o turismo da região e desenvolver o artesanato. Temos uma visitação mais restrita ao Porto dos Tatus e ao Delta e, com a construção da escola e da estrada de acesso, vamos abrir para o turismo a pontos ainda desconhecidos pelos turistas, como os Lençóis Piauienses”, pontua.

Da Redação

Imprimir