Cidadeverde.com
Vida Saudável

Felicidade Interna Bruta: especialista fala sobre ciência que mede a felicidade de uma nação

Imprimir

 

Com o fim do ano se aproximando, alguns planos e sonhos não concretizados ficam para depois. As expectativas viram frustrações que podem interferir no nível de felicidade do ser humano, mas afinal, o que caracteriza a felicidade? 

Pesquisas mostram que pessoas felizes são mais produtivas no trabalho, possuem sistema imunológico mais forte e são mais resistentes ao estresse. Diante disso, a Organização das Nações Unidas criou o indicador FIB (Felicidade Interna Bruta), para medir o desenvolvimento de uma nação.

“O FIB se compõe de alguns domínios compostos por saúde, cultura, educação, ambiente e governança. A ideia é identificar as características positivas, fazer um diagnóstico delas através de escalas, e promover ações de transformação. É essa transformação que move o indicador”, explica o médico radiologista Alessandro Aita, estudioso da área de desenvolvimento humano e facilitador de FIB pelo Instituto de Feliciência de Brasília.




De acordo com Alessandro Aita, não existe uma definição única porque a felicidade é uma experiência de emoções. “A pesquisadora Dra. Sonja Lyubomirsky diz que a felicidade é a experiência de emoções. Ela é a compreensão e a sensação do bem-estar continuado e da satisfação com a vida, aliada ou combinada com a percepção de que a vida vale a pena e tem sentido”, contou.

Ainda segundo o estudioso, os momentos de tristeza podem existir em meio a felicidade. “É importante dizer que ela (felicidade) também se alia com a nossa resiliência e compreensão de que também vamos ter momentos de ansiedade, angústia e tristeza, ou seja, existem momentos de tristeza em meio a felicidade também”, disse. 

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir