Cidadeverde.com
Esporte

Presidente da Federação Polonesa rejeita pedido de demissão de Paulo Sousa

Imprimir

A novela sobre a contratação do novo técnico do Flamengo poderá ter mais alguns capítulos. Após o jornal português Record dar como certa a contratação de Paulo Sousa para comandar o time carioca, Cezary Kulesza, presidente da Federação Polonesa de Futebol (PZPN, sigla em polonês), revelou em suas redes sociais, que rejeitou o pedido de demissão do treinador.

"Fui informado hoje de que Paulo Sousa queria rescindir contrato com a seleção polonesa em acordo mútuo por causa de uma proposta de outro clube. Isto é um comportamento extremamente irresponsável e inconsistente com as declarações anteriores do treinador.

Portanto, eu firmemente recusei", escreveu o dirigente no Twitter. Há quatro meses na presidência da PZPN, Kulesza não tem boa relação com o treinador português.

Segundo a imprensa portuguesa, os constantes desentendimentos com Kulesza tiraram de Paulo Sousa a ambição de disputar a repescagem da Copa do Mundo do Catar pela seleção polonesa em março e o interesse do Flamengo veio como uma tábua de salvação.

O técnico foi contratado por Zbigniew Boniek, lendário atleta da seleção então presidente da PZPN.

Um grupo da diretoria do Flamengo está em Portugal há uma semana e tinha como objetivo anunciar um treinador para a equipe antes do final do ano.

O alvo principal era Jorge Jesus, mas o técnico deve permanecer no comando do Benfica, que está classificado para disputar as oitavas de final da Liga dos Campeões.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir