Cidadeverde.com
Geral

Moradora encontra jiboia em par de tênis e relata susto nas redes sociais

Imprimir

Foto: Tassia Carvalho

Cobras, morcegos, escorpiões e até jacarés. Estes são alguns dos animais que frequentemente podem ser vistos em vias públicas e em residências por conta do período chuvoso. Em Teresina, só nas últimas 24 horas, o Batalhão de Policiamento Ambiental fez o resgate de nove animais na capital. Na zona Norte, um jacaré foi flagrado na calçada de uma casa na noite de ontem durante a chuva.

“As chuvas os tiram dos abrigos forçando eles procurarem lugares mais seguros. Eles também saem em busca de alimentos e terminam se deparando com o meio urbano”, afirma o comandante do Batalhão de Policiamento Ambiental, tenente-coronel Henrique Teixeira.

Segundo ele, os resgates mais comuns são de répteis, principalmente cobras e jacarés. Só em dezembro do ano passado foram 86 atendimentos envolvendo resgate de animais, destes 54 eram serpentes.

Nesta quinta-feira (13), a moradora de um condomínio na capital se deparou com uma jiboia escondida entre um par de tênis. Segundo a arquiteta Tassia Carvalho, no local há muita área verde e vez ou outra os animais aparecem.

Foto: Tassia Carvalho

“Cobra já apareceram umas quatro, sempre nesse período chuvoso, mas escondida dessa forma foi a primeira vez e o susto foi grande. A sorte que era uma jiboia e não é venenosa. Meu esposo não tem medo, pegou e devolveu a cobra para a reserva legal do condomínio”, disse a arquiteta, que fez o relato do susto nas redes sociais.

Por conta dos visitantes inusitados, Tassia conta que é rotina em casa verificar os calçados antes de usá-los. “Sempre ficamos atentos aos calçados, verificamos se tem algo dentro antes de calçar”, ressaltou ao lembrar de um escorpião que apareceu há dois anos em sua casa. (Foto do início da matéria)

Quando o animal encontrado é peçonhento, a recomendação do Batalhão é manter o distanciamento para evitar agressões. “Quando é animal peçonhento a recomendação é manter distanciamento e não tentar capturá-lo. É recomendado também entrar em contato com o Batalhão. Em caso de agressão é preciso procurar uma unidade de saúde de referência”, explica.

Em Teresina, os hospitais Natan Portela e o da Primavera atendem casos envolvendo agressões de animais. A vacina antirrábica é disponibilizada nas duas unidades de saúde.

Para qualquer ocorrência, o Batalhão de Polícia Ambiental orienta a população a ligar para o telefone 190 da Polícia Militar. “A partir daí o Copom aciona o Batalhão de Polícia Ambiental”, afirma o comandante.

Janelas devem ficar fechadas à noite

Uma janela aberta à noite causou um susto grande em uma família que reside na zona Leste de Teresina. Uma internauta que preferiu não identificar relatou ao Cidadeverde.com que na semana passada encontrou um morcego no colchão de sua filha de 11 anos. “Esquecemos uma das janelas do apartamento aberta e ele entrou e foi parar no quarto onde todos dormem. Minha filha acordou e me chamou dizendo que um bicho estava caminhando nela, quando fomos procurar ele já estava embaixo de seu travesseiro”, afirma.

Apesar de não ter sido mordida, a internauta conta que levou a filha ao hospital para tomar a vacina antirrábica. “O médico orientou a fazer o tratamento completo contra a raiva, pois ela teve contato com o animal”, disse.

Outra providência tomada pela família foi levar o animal ao Centro de Controle de Zoonoses de Teresina para a realização de exames. “Lá eles detectaram que o morcego não estava infectado com o vírus da raiva. Tudo não passou de um grande susto”, lembra. 

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir