Cidadeverde.com
Política

Após referendar chapa proporcional, PT quer fechar a proporcional até fevereiro

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

O PT do Piauí quer fechar a formação da chapa proporcional até fevereiro. A informação foi repassada pelo deputado Franzé Silva (PT) nesta segunda-feira (17). 

No último sábado (15) o diretório da sigla se reuniu e referendou os nomes de Rafael Fonteles (PT) para pré-candidato a governador e de Wellington Dias (PT) para o Senado. Já a vaga de vice foi confirmada ao MDB e a suplência de senador para o PSD. 

Ficou definido também que o nome do secretário de Fazenda só será lançado em março, segundo o deputado, para qualquer dúvida ou questionamento do uso da máquina. 

Chapa proporcional 

Segundo Franzé Silva, agora, fonte de discussão no PT será a chapa proporcional. Com avanço da federação entre PT, PCdoB, PSB e PV a composição de candidatos muda. 

Ainda não é consenso que petistas abram mão de pré-candidaturas e também acerca da legenda aceitar pré-candidatos com mandatos. 

“Essa é a discussão que teremos que fazer porque considerando o regime de sobras dentro da federação um quantitativo muito grande de candidatos acaba prejudicando as sobras para determinado partido, então, vamos começar a amadurecer essa ideia e até fevereiro já terá sido definido qual o rumo que o PT do Piauí vai tomar”, frisou.

Entre os parlamentares da base do governador Wellington Dias (PT)  que devem mudar de partido até abril estão Nerinho ( PTB), Janina Marques (PTB), Hélio Isaías ( Progressistas), Firmino Paulo ( Progressistas), Oliveira Neto ( Cidadania), Flávio Nogueira, Flavio Nogueira Junior e Gessivaldo Isaias (Republicanos). 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir