Cidadeverde.com
Geral

Conessp vai criar “passaporte de saúde” para atender usuários do Iaspi em outros estados

Imprimir

Foto: Ascom/Conessp

 

A direção do Conessp (Conselho Nacional de Entidades de Saúde dos Servidores Públicos) iniciou a discussão para elaborar uma minuta de regulamento para a criação da Rede Nacional de Atendimento.

O novo serviço da Rede é garantir que usuários que estiverem em outro estado  sejam atendidos nos serviços de urgência e emergência, sem ônus para o associado. A proposta visa assegurar um “passaporte da saúde” por um prazo de 30 dias, por ano, ao usuário e seus dependentes. 

A presidente do Conessp, médica Daniele Aita e a vice-presidente Jucli Stefanello defenderam que a minuta do regulamento da Rede tenha todas as normas para viabilizar o funcionamento nos 14 institutos associados e os parceiros. 

“Com ajuda da assessoria jurídica vamos elaborar um documento com todas as regras determinando quem terá direito ao atendimento, para qual instituto será a despesa, as exigências, as informações necessárias para aquisição do benefício, respeitando a peculiaridade de cada estado dando transparência as regras”, disse Daniele Aita.

Jucli Stefanello, que preside a Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) voltou a destacar que a experiência do voucher em seu estado é “eficaz e um avanço e está ansiosa para dar a notícia aos associados do Cassems sobre a Rede Nacional de Atendimento”. O Mato Grosso do Sul é um estado que oferta o benefício, mas somente para viagens dentro do estado. 

Jucli destacou que é importante também que o regulamento  tenha prazo para que o usuário solicite o benefício antes da viagem. 

Novos associados 

Na reunião virtual, a diretoria do Conessp, recebeu o presidente do Instituto de Previdência do Município de Teresina (IPMT), Esdras Avelino Leitão Júnior. 

Daniele Aita explicou a missão do Conselho e a sua importância, reforçando que a instituição é feita pelos institutos e visa seu fortalecimento, com sustentabilidade e mantendo a qualidade de serviços de saúde para mais de 5 milhões de usuários.

Esdras Avelino disse que vai  submeter a proposta de ser associado do Conessp ao Conselho de Administração do IPMT.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir