Cidadeverde.com
Geral

Polícia prende suspeito do assassinato de travesti em Timon

Imprimir

Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Civil do Maranhão prendeu, na tarde desta quarta-feira (26), um homem de 30 anos, identificado pelas iniciais J.V.S. Ele é apontado como o suspeito pelo brutal assassinato da travesti Paula Ferrara, conhecida como Paulinha, de 31 anos, no último domingo (23), no centro de Timon.

A prisão aconteceu depois que o suspeito foi identificado através de câmeras de vigilâncias próximas à cena do crime e o pedido de prisão feito pela delegada Naiana Muller, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da cidade, prontamente acatados pelo Ministério Público e pelo juiz da 3° Vara Criminal de Timon.

Segundo Mullher, o suspeito negou a autoria do crime mas admitiu ser a pessoa que aparece no vídeo saindo do local onde Paulinha foi encontrada morta. Apesar disso, a delegada afirma que a polícia já possui elementos suficientes para apontar J.V.S como autor da ação e trabalha agora para saber a motivação do crime. 

Após o depoimento, o homem foi encaminhado para o Presídio Jorge Vieira, em Timon.

O crime

Paulinha foi encontrada sem roupas da cintura pra baixo e com um galho de árvore dentro da sua boca. Segundo laudo cadavérico, a travesti teve diversas fraturas no crânio, provocadas por golpes de pedra e pau.  

O suspeito foi visto por testemunhas com a vítima minutos antes do ocorrido, próximo ao local do crime. Relatos também afirmam que, após o ocorrido, o homem pediu água para beber e limpar as pernas e mãos, que estavam sujas de sangue, além de ser visto com as sandálias da vítima. 

Ao Cidadeverde.com a família de Paulinha relatou que ela era "uma pessoa alegre, destemida com as pessoas" e que não possuía desavenças com ninguém, pelo contrário, tinha muitas amizades.

Breno Moreno
[email protected]

Imprimir