Cidadeverde.com
Geral

CRF contesta FEPISERH devido edital com salário abaixo do piso para farmacêuticos

Imprimir

 

Foto: Ascom / CRF-PI

Atualizada às 18h13

O Conselho Regional de Farmácia do Piauí (CRF-PI) deu entrada em um pedido de impugnação ao edital n.º 001/2022, referente ao Processo Seletivo Simplificado realizado pela Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares, nesta sexta-feira (28). O certame visa formar cadastro de reserva para cargos de técnico de nível superior e técnico de nível médio para atuarem no Hospital Getúlio Vargas (HGV) e no Hospital Regional Justino Luz (HRJL). O pedido foi protocolado junto à FADEX (Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação), que é responsável pelo processo seletivo.

O edital traz disponibilização de vaga de cadastro de reserva para a função de Farmacêutico Generalista, com 30h de jornada de trabalho e vencimento de R$ 2.500. O CRF-PI argumenta que a remuneração estabelecida para o cargo se encontra abaixo do piso mínimo estipulado para a categoria. Além disso, o valor está em desacordo com a Lei Estadual n.º 7.347/2020, que regula o piso salarial dos farmacêuticos no Piauí.

A legislação estabelece o valor de R$ 2.600 mensais para jornada de 6h diárias ou 30h semanais, mais um adicional de 20% referente à gratificação de profissional que assume Responsabilidade Técnica (RT) de estabelecimento, com reajuste anual pela variação acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O INPC acumulado em 2020 foi de 5,45% e de 10,16% em 2021. Com esses reajustes, em 2022, o piso do farmacêutico tem valor base de R$ 3.020,26 (30h semanais).

No pedido de impugnação, o Conselho Regional de Farmácia do Piauí expressa o entendimento de que “o valor estabelecido no edital está em total desacordo com a legislação estadual e se encontra abaixo do piso mínimo para a categoria, sendo irrisório e desproporcional com os requisitos da investidura, bem como com a natureza, a complexidade e, sobretudo, o grau de responsabilidade do cargo, afigurando-se inconstitucional”. Assim, o CRF pede a retificação do Edital.

"O piso salarial é uma conquista do Conselho e de todos os profissionais farmacêuticos do Piauí. Deve ser respeitado e assegurado em todas as áreas de atuação. A Constituição assegura isso e a Lei Estadual garante o reajuste anual. Por isso, estamos reivindicando que as vagas destinadas aos farmacêuticos sejam remuneradas de acordo com a legislação e com o nível de responsabilidade e complexidade do cargo", afirmou o presidente do CRF-PI, Luiz Júnior, 

Por meio de nota, A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares informa que, juntamente com a Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação (Fadex), fará um aditivo no edital do processo seletivo da instituição para atualizar o salário referente ao cargo de Farmacêutico Generalista. A mudança já estava prevista e o valor será reajustado de acordo com piso da categoria.

 

Da Redação
[email protected] 

Imprimir