Cidadeverde.com
Política

Franzé e João de Deus cobram sinalização de pontos críticos de alagamento em Teresina

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

O deputado estadual Franzé Silva (PT) cobrou da Prefeitura de Teresina a sinalização de pontos críticos em relação às chuvas para evitar tragédias como a que vitimou a professora Wana Sara, após ter o carro arrastado pelas águas no trecho da Avenida Homero Castelo Branco onde a Prefeitura constrói uma obra de drenagem. A cobrança foi feita em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (07).

"A prefeitura precisa sinalizar os pontos críticos dessa cidade pra evitar que novas mortes venham a acontecer. Criar minimamente uma estrutura para dar segurança à população", disse Franzé. 

O parlamentar também lembrou a morte do chefe de cozinha, João Marcelo Santana Freitas, que faleceu no início do ano, quando o veículo que dirigia foi arrastado pela água das chuvas para um córrego de aproximadamente dois metros de profundidade.

Franzé Silva destacou ainda problemas em relação à falta de drenagem na construção de condomínios.

"Os residenciais foram liberados com recursos da Caixa Econômica, mas as construtoras não fizeram as bacias de drenagem. É um crime contra a população, por desvio de recursos, porque dentro do projeto existia a drenagem. Existe uma ação de minha iniciativa junto ao Ministério Público Federal buscando resolver ou amenizar a situação de penúria em Teresina nos períodos chuvosos", ressaltou o petista.

O deputado João de Deus (PT) também discursou sobre a falta de drenagem das águas, especialmente na zona Leste de Teresina. O parlamentar cobrou a sinalização das vias pela Prefeitura e disse que se trata de um problema antigo.

"Eu não quero colocar a responsabilidade no atual prefeito porque acho que a atual gestão não teve tempo pra fazer uma obra dessa, muito complexa. Vi que o prefeito fez uma visita e mandou fazer uma intervenção no trecho. Mas vejam que ali hoje se constitui uma das áreas mais perigosas de Teresina quando chove e você não tem uma sinalização, uma placa advertindo as pessoas", lamentou.

Para João de Deus, a capital piauiense não tem um sistema de drenagem adequado. "E olha que nós somos uma cidade do Nordeste, onde chove muito menos em relação ao restante do país. No entanto, virou uma preocupação muito séria de toda a população. Que o prefeito, dr Pessoa, assuma a obra, que busque parcerias, seja com o governo do estado, tenho certeza que o governador Wellington Dias tem sensibilidade, seja com o governo federal", sugeriu.

Da redação
[email protected]

Imprimir