Cidadeverde.com
Vida Saudável

O que é herpes, doença transmitida pela pele citada pelos participantes do BBB 22

Imprimir

Foto: Ayrton Vignola/Folhapress

Com herpes labial, o empresário Eliezer, 31, causou polêmica ao beijar a designer de unhas Natália Deodato, 22, na festa do líder, do Big Brother Brasil 22, na madrugada desta quinta-feira (10). A doença, altamente contagiosa, ocorre pelo contato direto da pele e das mucosas com uma pessoa infectada.

A herpes é uma das doenças infecciosas mais comuns e recorrentes, que pode aparecer várias vezes durante a vida da pessoa e não tem cura. Em casos raros, o vírus consegue penetrar no sistema nervoso central e pode causar infecções mais graves nas meninges (o tecido que protege o sistema nervoso central e a medula espinhal) e no cérebro. Essas condições, se não tratadas, podem causar a morte.

De acordo com especialistas, é possível que a maioria da população seja portadora do vírus do herpes, mas muitos podem passar a vida sem manifestar a doença. Sabe-se que algumas condições podem fazer a doença se apresentar. Tomar sol, ter tido infecção, estar com as defesas do organismo baixas devido a alguma doença ou cirurgia, depilação com cera e o período menstrual são fatores que desencadeiam o herpes em algumas pessoas.

Tentar evitar situações que possam levar ao aparecimento dos sintomas da doença é uma das poucas formas de fugir do desconforto que ela causa. "Se a pessoa percebe que tem herpes quando toma sol, deve tentar evitar, mas não existe uma prevenção nessas situações", diz o infectologista Guilherme Furtado, do HCor (Hospital do Coração).

Quem está com as bolhinhas evidentes deve ter cuidado para não passar o vírus a quem não tem, principalmente crianças pequenas. Para quem nunca teve sinais de herpes, a dica para identificar são as lesões agrupadas no entorno da boca ou nos lábios. Na fase inicial causam coceira e ardência.

Depois, a dor pode ser bastante intensa e se estender por todo o rosto. Resta depois uma ferida de tamanho variável que pode sumir logo após o fim dos sintomas ou deixar cicatriz. "A recomendação é não coçar, até para não abrir caminho para uma infecção por bactéria", afirma Furtado.

O vírus da herpes também pode afetar a região genital e é transmitido durante a relação sexual. Trata-se do herpes simples tipo 2. Também é possível haver transmissão do tipo 1 para essa região.

Uma outra forma do vírus é o herpes-zóster, que se manifesta em pessoas com mais de 60 anos que tiveram catapora na infância. Para esse caso existe vacina, recomendada a pessoas com mais de 50 anos.

Acompanhe as atualizações de saúde na editoria e no instagram @vidasaudavelnacv

 

Fonte: Folhapress

Tags: HerpesBBB22
Imprimir