Cidadeverde.com
Política

Deputado Merlong Solano destina R$ 2,6 milhões para a saúde de Teresina

Imprimir

Foto: Ascom

O deputado federal Merlong Solano (PT) está destinando emenda parlamentar de R$ 2,6 milhões para o custeio das ações em saúde do Hospital São Marcos e Hospital Universitário (HU), em Teresina. O deputado visitou os dois hospitais nessa quarta-feira (16) levando os ofícios que formalizam a destinação das verbas para as unidades de saúde. Merlong foi o parlamentar que destinou emenda de maior valor para o hospital São Marcos e revelou a preocupação em garantir recursos para a manutenção do tratamento de câncer na casa. 

O tratamento oncológico é financiado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), cuja tabela de preços está desatualizada, e a diretoria do hospital já informou que corre o risco de interromper alguns serviços por conta de dificuldades financeiras. “Existe o risco de o hospital ter que reduzir seu atendimento por conta da falta de recursos financeiros, por isso ano passado anunciei a emenda parlamentar para a casa e hoje estou aqui para formalizar a destinação de R$ 1,6 milhão para ajudar o São Marcos. É um hospital extremamente importante para o Piauí e que presta um serviço de excelência”, pontuou o petista.

O deputado já havia se oferecido para intermediar o diálogo entre o São Marcos e a Fundação Municipal de Saúde (FMS) no que diz respeito à renovação do contrato com a Prefeitura de Teresina e demonstrou preocupação com a maneira como a gestão municipal vem tratando a renovação dos acordos. "Saio preocupado com a notícia que recebi de que a Prefeitura de Teresina renovou o contrato com o hospital por somente 4 meses. Saúde não é algo que se resolve no curto prazo. É preciso um contrato que dê sustentabilidade ao serviço de excelência que o hospital presta à nossa sociedade”, criticou Merlong.

Emendas para Teresina

O deputado Merlong foi o parlamentar que mais destinou emendas para a saúde em 2021. Além do recurso para o São Marcos, estão sendo destinados R$ 433 mil para a reforma e ampliação do número de leitos de UTI no Hospital Universitário e a FMS recebeu emenda de R$ 600 mil ano passado.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir