Cidadeverde.com
Política

Fórum analisa liberar uso de máscara por regiões do país, diz governador

Imprimir

Fotos: Renato Andrade/Cidadeverde.com

 

O governador Wellington Dias (PT) afirmou na manhã desta segunda-feira (21) que a liberação do uso de máscaras em determinadas regiões do País, depende da evolução dos dados. Segundo ele, o impacto das festas clandestinas de Carnaval será decisivo para que o uso da máscara deixe de ser obrigatório em algumas regiões do Brasil. 

Os dados epidemiológicos pós Carnaval serão analisados pelo Fórum Nacional dos Governadores, pelo Comitê Científico do Nordeste e pelas Secretarias estaduais e municipais de Saúde. Caso os dados sejam positivos há possibilidade de flexibilizar o uso de máscaras. Se houve aumento de casos, as restrições serão mantidas.  

“É possível já, desse acompanhamento pós carnaval, a gente verificando que estamos mantendo uma elevada vacinação, estamos mantendo um nível de transmissibilidade baixa, um nível de adoecimento baixo e um nível de mortalidade baixo, é possível já, em várias regiões de saúde, se liberar da obrigatoriedade do uso da máscara. Algo que há muito tempo todo mundo sonha”, destacou o governador. 

Wellington Dias ressaltou ainda que a não obrigatoriedade da máscara não significa que a pessoa não deva usar máscara, mas que o não uso deixa de ter um motivo de punição para o infrator.  

“Me alegra que é real a meta que estabelecemos de no Brasil alcançarmos a meta em 15 de março mais de 80% de vacinação com segunda dose. Porque é isso que controla o coronavírus. Estamos em contato com a Anvisa para termos a aprovação de medicação contra o coronavírus”, acrescentou o governador. 

Wellington Dias ressaltou que não é uma decisão que cabe somente ao Piauí, mas que envolve um conjunto de critérios que precisam ser cumpridas. 

“Vamos ter agora a parte do regramento sendo trabalhada pelo COE. Não é uma decisão só do Piauí, estamos tratando do Nordeste, do Fórum Nacional dos Governadores”, afirmou Wellington Dias.

Anvisa remédio contra Covid-19 

O governador pontuou que o Fórum dos Governadores está cobrando da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) um direcionamento para que a agência aprove a medicação contra o coronavírus. 

“A medicação ainda é cara. Há a necessidade de um acordo para a quebra de patentes com os laboratórios para que a gente possa ter, como no caso dos outros vírus, um remédio. E, com isso, termos uma condição de conviver com o coronavírus com mais segurança”, completou o governador.  

Carnaval 

O Governo do Piauí deve divulgar nos próximos dias um novo decreto com medidas para o período de Carnaval no estado. 

À reportagem, o governador Wellington Dias adiantou que o Estado vai manter as regras de restrição em relação a eventos carnavalescos. 

“Sei que isso incomoda, mas é uma forma da gente dar o passo seguinte. Todo mundo sonha com esse momento em que tenhamos uma trégua, que tenhamos o caminho de volta para o que se denomina de nova normalidade. Chegamos muito próximos desse momento. Não vamos estragar por conta de um evento que teremos nos próximos anos”, concluiu o governador Wellington Dias. 

 

Nataniel Lima
[email protected]

Imprimir