Cidadeverde.com
Política

Oposição coleta assinaturas para instalar CPI na Assembleia Legislativa

Imprimir

Foto: Ascom/Alepi

O grupo da oposição na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) anunciou que reúne assinaturas para a instalação de uma Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) para apurar denúncias sobre a utilização de recursos dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). A informação foi confirmada pelo deputado Marden Menezes (PSDB) nesta quinta-feira (10). 

O documento leva a assinatura dos oito membros da oposição na Assembleia Legislativa, sendo eles Marden Menezes, Teresa Brito (PV), Júlio Arcoverde (Progressistas), B. Sá Filho (Progressistas), Wilson Brandão (Progressistas), Lucy Soares (Progressistas) e da suplente Belê Medeiros (Progressistas). 

Para que possa haver a instalação da CPI na Assembleia, o requerimento deve ser subscrito por, pelo menos, 1/3 dos membros da Casa, ou seja, 10 deputados estaduais. 

“Repassaremos uma cópia do original para o Sinte e as entidades representativas dos servidores públicos da educação possam buscar as duas assinaturas que faltam para que a Assembleia tenha uma comissão parlamentar de inquérito para apurar e investigar os abusos e desvios nos precatórios do Fundef”,  frisou Marden Menezes, que é o líder da oposição na Casa. 

Caso os deputados consigam as 10 assinaturas a CPI poderá ser aberta com a composição de nove parlamentares, respeitando a proporcionalidade de cada bancada e com um prazo 120 dias para ser concluída. 

 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir