Cidadeverde.com
Esporte

Com chapa única, Ednaldo Rodrigues será aclamado o novo presidente da CBF

Imprimir

Como já era esperado, a chapa encabeçada por Ednaldo Rodrigues foi a única a se inscrever para a eleição à presidência da CBF e o baiano será aclamado na próxima quarta-feira, 23, como cartola máximo do futebol brasileiro pelos próximos quatro anos.

No cargo de forma interina desde agosto do ano passado, Rodrigues passará a ser presidente de fato até março de 2026.

Um dos oito vice-presidente eleitos em 2018 na chapa encabeçada por Rogério Caboclo - afastado do cargo de forma definitiva após duas punições aplicadas pela Comissão de Ética da CBF, Ednaldo Rodrigues irá manter quatro desses vices na cúpula da entidade, além de levar para seu lado presidentes das duas federações mais poderosas do país, São Paulo e Rio.

Denominada "Pacificação e Purificação do Futebol Brasileiro", a chapa registrada por Ednaldo Rodrigues tem como vices Francisco Novelletto, Fernando Sarney, Antônio Aquino e Marcus Vicente - eleitos também em 2018 -, além de Reinaldo Carneiro Bastos, Rubens Lopes, Helio Cury e Roberto Góes.

Ficaram de fora Gustavo Feijó, Castellar Guimarães Neto e o coronel Antônio Carlos Nunes de Lima, todos ligados ao ex-presidente Marco Polo Del Nero. Nos últimos dias, Feijó tentou viabilizar sua candidatura, mas não teve sucesso. Agora, ele tenta na Justiça suspender o pleito.

A eleição para a presidência da CBF está marcada para a manhã de quarta-feira, com a posse do eleito prevista para o mesmo dia.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir