Cidadeverde.com
Últimas

Após três dias, Altos decide dispensar atletas russos envolvidos com casas de apostas

Imprimir

Foto: Arnaldo Junior/AAAltos

A chegada e saída dos dois atletas russos que iriam defender a camisa do Altos acabou sendo bem mais curta do que muitos imaginavam. Os dois jogadores - Anatoly Negoda, 26 anos e Dmitry Andriyakin, 26 anos, se apresentaram na última sexta-feira (18) no campo do CFAP quando o elenco ainda estava viajando, mas hoje (21) a diretoria do clube através do presidente Warton Lacerda confirmou que os atletas não serão integrados ao elenco. A data de retorno dos dois ainda não foi confirmada. Os jogadores foram banidos pela federação russa de exercer a profissão por ter envolvimento com casas de apostas no país. 

“Eu ainda não sei quando eles irão embora, mas conversei com a agencia que trouxe e disse que não tinha condições deles permanecerem no elenco”, pontuou o presidente Warton Lacerda. 

Na Rússia, jogadores de futebol são proibidos de ter qualquer tipo de vínculos com casas de apostas esportivas. Apesar de serem nascidos na Rússia os dois alegam que não tinham conhecimento dessa lei e ambos foram banidos do futebol russo. 

Um dos atletas explicou e confirmou a situação. “Em nosso país tem uma lei que o atleta não pode ter conta em site de apostas esportivas da mesma modalidade que atuam. Nós jogávamos em palpites esportivos em clubes de maior expressão ou ligas menores, mas não em nossas equipes, porque seria errado. Mas tem uma lei que não permitia, aí fomos penalizados por falta de conhecimento”, Anatoly Negoda, lateral-esquerdo natural da Rússia. 

O Altos se reapresenta as atividades em Teresina após uma semana fora do estado nesta tarde com treino no CFAP. O time volta a campo amanhã (22) quando enfrenta o rebaixado Flamengo-PI. O Jacaré vem de derrota elástica e eliminação na Copa do Nordeste quando perdeu para o CSA por 3 a 0, no estádio Rei Pelé, em Maceió. 

COMUNIDADO DA UNIÃO RUSSA DE FUTEBOL

"Os jogadores de futebol da equipe Metallurg-Vidnoye, Dmitry Andriyakhin e Anatoly Negoda, foram suspensos de qualquer atividade relacionada ao futebol por cinco anos por jogar sistematicamente nos sorteios ... cada um deles fez mais de 500 apostas, incluindo centenas de apostas em partidas sob os auspícios da União Russa de Futebol. Ao mesmo tempo, os jogadores não faziam apostas interativas em partidas com a participação de sua equipe."

 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir