Cidadeverde.com
Política

PT redesenha estratégia para não perder capilaridade após saída de deputados

Imprimir

Foto: Arquivo Cidadeverde.com 

O Partido dos Trabalhadores busca readequar a estratégia proporcional com a saída dos deputados Ziza Carvalho (PT), Paulo Martins (Solidariedade) e do ex-secretário Sérgio Vilela (Solidariedade). A sigla busca manter a capilaridade que os petistas mantinham na região de Campo Maior e Picos para não perder o número de cadeiras na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). 

Segundo o presidente municipal do partido, o vereador Dudu Borges (PT), o objetivo do partido é o de eleger 13 nomes por meio da federação entre a sigla, o PV e PCdoB. Mas, com a saída do membros esse número pode cair. 

“O PT tem a estratégia de fazer pré-candidaturas regionalizadas para que possamos ter capilaridade em todas as região importantes e são duas figuras que saíram e quem tem essa capilaridade. Então, acredito que devemos suprir elas para que possamos readequar para que a gente não sofra perca de cadeiras”, pontuou o parlamentar.

Imprimir