Cidadeverde.com
Política

Arthur Weintraub diz que ele e irmão Abraham foram ameaçados por presidente

Imprimir

Foto: Allan Santos/ PR


 Ex-assessor da Presidência, Arthur Weintraub disse em vídeo publicado em suas redes sociais que ele e seu irmão Abraham, ex-ministro da Educação, receberam ameaças do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Eles prometem para este domingo (24) revelar quais ameaças foram essas em uma live. "Chega. Deu. Hoje às 9 da noite a gente vai contar as ameaças que a gente recebeu lá nos EUA do presidente da República. A gente vai contar para você hoje. Acabar com essa história de ingratidão, 'vocês são ingratos, quem são vocês'. Vamos contar tudo hoje. Assiste lá. Vai ver a verdade", afirmou Arthur.

Arthur trabalha desde 2020 como assessor na OEA (Organização dos Estados Americanos), enquanto Abraham tem cargo no Banco Mundial.

A live é uma reação a um xingamento feito contra os irmãos pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), que os chamou de "filhos da puta", pelas críticas que fizeram ao perdão presidencial ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ).

Em contato com a olha de S.Paulol, Abraham confirmou que ambos farão revelações. "Vou contar detalhes de minha saída do Brasil e das ameaças que sofri. O Ernesto [Araújo] presenciou parte delas", afirmou, em referência ao ex-ministro das Relações Exteriores.

A live às 21h deste domingo (24) será transmitida pelo canal Reação Conservadora, no YouTube.

Mesmo antes da atual rusga, os irmãos vinham num processo de distanciamento de Bolsonaro. Abraham pretende se candidatar a governador de São Paulo pelo PMB, enquanto o presidente prefere apoiar seu ex-ministro Tarcísio de Freitas (Republicanos).

Fonte: Folhapress

Imprimir