Cidadeverde.com
Vida Saudável

FMS capacita profissionais de saúde das UBS sobre cuidados com o sarampo

Imprimir

Foto: Ascom/FMS 

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) informou que está reunindo nessa terça-feira (26), médicos e enfermeiros das Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Teresina para uma capacitação no manejo do sarampo. O objetivo do treinamento é atualizar os conhecimentos dos profissionais a respeito da doença.

A gerente de epidemiologia Amparo Salmito, conta que a FMS está se adiantando e promovendo o aperfeiçoamento dos profissionais diante desta doença, que não chegou à Teresina, mas foi detectada em outros estados do Brasil.

“Em 2016 nós recebemos o certificado de país livre do sarampo, mas dois anos depois foi detectado um novo caso da doença. Isso acontece porque as coberturas vacinais estão baixas em todo o Brasil, o que faz aparecerem pessoas suscetíveis, e com a entrada pessoas de fora no país trazendo o vírus, disseminou o sarampo novamente”, explica a gerente.

Além da capacitação, a FMS está focando na prevenção por meio da adesão à campanha de vacinação do Ministério da Saúde. Desde o início de abril, os profissionais de saúde com esquema vacinal incompleto estão sendo imunizados em seus locais de trabalho, e nos próximos dias será iniciada a mobilização com o público infantil de 6 meses a menores de 5 anos.

“No último sábado (23) fizemos uma mobilização nas UBS da zona Norte, e no próximo (30) vamos promover o dia D da campanha em toda a cidade, que será feita junto com a gripe”, adianta Nádia Spíndola, diretora de Atenção Básica da FMS.

O foco da campanha é a atualização da caderneta dos pequenos que não tenham completado seu esquema vacinal. O esquema vacinal vigente prevê duas doses de vacina contra o sarampo: uma dose da tríplice viral (que protege contra sarampo, caxumba e rubéola) aos 12 meses de idade e uma dose da tetra viral (contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela) aos 15 meses de idade.

Além disso, os adultos que não completaram este esquema vacinal quando era criança podem atualizar sua caderneta em qualquer sala de vacina do município. Adolescentes e adultos, menores de 30 anos, precisam ter tomado durante a vida duas doses de tríplice viral (ou uma da tríplice e outra da tetra viral).

Já os adultos de 30 a 49 anos precisam ter tomado, ao menos, uma dose da tríplice viral após 1 ano de idade. Quem já tomou duas doses da vacina em algum momento da vida é considerado imunizado e protegido do sarampo.

 

Acompanhe as atualizações de saúde na editoria e no instagram @vidasaudavelnacv 

 

Rebeca Lima
[email protected]

 

Imprimir