Cidadeverde.com
Picos

Psicóloga comenta sobre saúde mental pós-Covid

Imprimir

Foto: Paula Monize/cidadeverde.com/picos

Psicóloga Juliana Maia e jornalista Clebson Lustosa

As sequelas provocadas pela pandemia afetaram diretamente a saúde mental humana. Ansiedade, estresse, depressão, foram transtornos intensificados com o período pandêmico.

Pesquisa divulgada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) apontou que a pandemia de Covid-19 fez aumentar em mais de 25%  a quantidade de casos de depressão e ansiedade em todo o mundo em 2020.

As mulheres estão entre o grupo mais afetado, assim como os mais jovens, na faixa etária de 20 a 24 anos.

Abordando esse assunto, a doutora em Serviço Social e psicóloga Juliana Maia, em entrevista ao Jornal de Picos destacou que os profissionais de Saúde também tiveram a saúde mental afetada.

“Quando levamos em consideração os profissionais de Saúde, esse índice pode até triplicar. Esses profisisonais também tinham família, as consequências estão vindo agora. É preciso trabalhar políticas públicas de saúde mental, não somente para profissionais de Saúde, mas parqa jovens, mulheres”, explicou a psicológa.

Juliana Maia pontuou que o grupo de pessoas que já possuíam algum tipo de transtorno mental, passaram a necessitar de hospitalização em decorrência da pandemia.

“Pessoas que já tinham problemas preexistentes aumentaram e/ou intensificaram na hospitalização. Em tudo, tudo que se relaciona a ansiedade e extresse foram intensificados”, disse. 


Flash Paula Monize
[email protected]

Imprimir