Cidadeverde.com
Geral

Criança morre de raiva humana em Minas Gerais; terceiro caso confirmado no estado

Imprimir

Foto: Reprodução/PMT

Um terceiro caso de raiva humana foi confirmado no interior de Minas Gerais nesta semana. Segundo a SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais), exames laboratoriais concluíram na terça-feira (26) que o menino de 5 anos que morreu em Bertópolis no dia 17 de abril também foi vítima da doença.

O caso havia sido notificado no mesmo dia da morte, seguido por uma sequência de outros dois. O menino não tinha sinais de mordida ou de arranhão de morcego, mas o governo optou por investigar o óbito devido a proximidade geográfica entre os casos e hábitos da comunidade. Ainda, segundo a SES, o caso segue em investigação para identificar as circunstâncias do contágio.

O primeiro caso confirmado foi de um menino de 12 anos, que morreu no dia 4 de abril. O segundo foi uma menina da mesma idade, cujo caso foi notificado no dia 5 de abril. Ambas as crianças foram mordidas por um mesmo morcego em uma área rural de Bertópolis, afirmou a SES-MG. A menina, por sua vez, está internada em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde o dia 14 de abril, recebendo tratamento especializado contra a doença.

Em nota, a SES-MG informou que ainda está investigando um quarto caso, notificado no dia 21, também na área rural de Bertópolis. "Trata-se de paciente do sexo feminino, 11 anos, que apresentou sintomas inespecíficos como febre e cefaleia e, devido ao parentesco com o segundo caso confirmado, foi notificada como suspeita e encaminhada para o hospital de referência, onde foram coletadas amostras laboratoriais. A paciente segue em leito clínico, estável e em observação", detalhou a secretaria.

O resultado dos exames ainda não foi concluído.

No domingo (24), o governo enviou mais doses de vacina antirrábica humana para completar o esquema vacina da comunidade rural do município. Até terça-feira, 977 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 767 com a segunda dose.

O último caso de raiva humana registrado em Minas Gerais ocorreu em 2012, no município de Rio Casca (MG).

Fonte: Folhapress

Imprimir