Cidadeverde.com
Geral

Enfermeiros fazem ato e anunciam possibilidade de greve em Teresina

Imprimir

Fotos: Renato Andrade/Cidadeverde.com

Profissionais de Enfermagem da rede municipal de Teresina realizaram ato nessa terça-feira (03), na frente do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), contra a exclusão do reajuste de 10,5% concedido pela Prefeitura de Teresina aos servidores municipais. A categoria também anuncia uma possível greve para a próxima semana.

Segundo a secretária-Geral do Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Estado do Piauí (Senatepi), Danyelle Vieira, o ato é uma revolta da categoria que não parou as atividades durante a pandemia e pela falta de valorização dos profissionais. 

“Semana passada nós fomos surpreendidos com um reajuste linear de 10,5% dos servidores da Prefeitura, com a ressalva de que dez categorias estariam excluídas desse reajuste e entre elas, a Enfermagem, tantos os técnicos, como enfermeiros excluídos e essa é nossa revolta, pois fomos um dos principais profissionais que lutaram durante a pandemia, e excluíram os profissionais de Enfermagem”, explica a secretária-Geral.

Ainda de acordo com Danyelle Vieira, a categoria deve paralisar as atividades na próxima segunda-feira (09), mas a paralisação pode ser prorrogada por tempo indeterminado.

“A categoria indignada deliberou hoje por paralisação na segunda-feira por um dia, mas que pode ser prorrogada por mais dias, então a gente vai parar e nossa concentração será na segunda, às 8h da manhã, aqui em frente ao HUT", pontua. 

Com a paralisação de todas as atividades da categoria, os serviços de urgência e emergência da rede municipal de Teresina terão um percentual de segurança para garantir o serviço à população.

A secretária-Geral do Senatepi acrescentou ainda que a Prefeitura negou o reajuste à categoria alegando que os profissionais já haviam recebido outro reajuste em 2019, porém Danyelle Vieira informa que esse valor é referente a recomposição de perdas do ano de 2014 a 2019.

“A Prefeitura alega que a categoria já tem recebido um reajuste, só que eles não lembram que esse reajuste já é uma recomposição de perdas de 2014, que a gente conseguiu em 2019. Então foram cinco anos lutando para a gente conseguir em 2019 um reajuste que era pra ter sido desde 2014, então a gente está tendo uma recomposição anterior e esse reajuste é de agora, 2021 a 2022”, acrescenta.

FMS se manifesta

Em nota, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) informou que a categoria já está recebendo aumento progressivo desde 2019 depois de acordo estabelecido com a Prefeitura de Teresina.

Confira nota na íntegra: 

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina informa que 10 categorias já estão recebendo aumento progressivo desde 2019, depois de acordo entre elas e a prefeitura. Recebem semestralmente aumento, que varia de 42% a 54%. Portanto não vão entrar no aumento para os demais servidores que acontecerá no ano de 2022. 
 
As categorias já contempladas com aumento desde 2019 são: farmacêuticos, bioquímicos, veterinários, analistas de sistema, auxiliar de enfermagem, técnico de enfermagem, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e nutricionistas. 

 

Flash Rebeca Lima
[email protected]

Imprimir