Cidadeverde.com
Geral

Mais de 50 adolescentes apreendidos em festa; eles chegam a dançar na Central de Flagrantes

Imprimir

Uma operação de combate à exploração sexual infantil flagrou cerca de 50 adolescentes, entre 11 e 17 anos, consumindo bebidas alcóolicas em uma festa na zona Leste de Teresina, no final de semana. 

Nas redes sociais, vídeos dos adolescentes dançando dentro da Central de Flagrantes viralizaram. Um dos adolescentes chega a postar vídeo direto da Central e faz outra gravação já em casa num tom de deboche: “um breve tem mais”. Em outro momento, é mostrado uma das janelas de vidro do ônibus do Conselho Tutelar caindo no chão e se quebrando. Ninguém ficou ferido.

De acordo com o gerente de Diretos Humanos da Semcaspi, André Santos, os pais ou responsáveis desses adolescentes foram acionados pelo Conselho Tutelar. A operação foi deflagrada às 20h do sábado (07) e finalizada às 5h do domingo (08). 

“Na zona Leste, nós encontramos uma festa clandestina onde a gente encontrou cerca de 50 adolescentes ingerindo bebida alcoólica. No local, o Conselho Tutelar entrou em contato com os pais e responsáveis e eles foram entregues aos seus responsáveis. Quem a gente não conseguiu contato, como forma de resguardar o direito deles, a gente levou eles para a Central de Flagrantes e de quem a gente não conseguiu de lá, o Conselho Tutelar levou para casa”, explicou o gerente.

Foto: Ascom/Semcaspi

Segundo o comandante de Operações do BOPE, tenente-coronel James Sean, na festa também foram apreendidas bebidas alcóolicas e quatro responsáveis pelo evento foram encaminhados à Central de Flagrantes para as providências cabíveis. Os pais dos adolescentes flagrados ingerindo bebidas alcóolicas também foram notificados.

“Foram apreendidas as bebidas, no local tinha algumas pessoas dentro do bar vendendo as bebidas e pessoas vendendo ingressos, e esses responsáveis foram conduzidos para a Central”, informou o comandante.  

Ainda na operação, outros quatro estabelecimentos na zona Norte e Leste da capital foram notificados por não terem a indicação da proibição da venda e consumo de bebidas alcóolicas para menores de idade.

“Os estabelecimentos são obrigados por lei a ter na fachada o panfleto que é proibido bebida venda de bebida alcoólica para adolescentes e esses locais não tinham esses panfletos. Os proprietários foram notificados e orientados a colocar esses panfletos indicativos”, ressaltou o tenente-coronel James Sean

Além da capital Teresina, a operação foi realizada nos municípios de Picos, Parnaíba, Bom Jesus e Floriano. O balanço das ações nessas cidades ainda deve ser divulgado pela polícia.  

A Operação 'Parador 27' ocorreu em todas as unidades da Federação em parceria com Conselhos Tutelares, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil, Polícia Militar, Ministério Público, Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente e secretarias de Assistência Social.

 

 

Rebeca Lima
[email protected]

 

Imprimir