Cidadeverde.com
Política

Cancelamento de posse da primeira-dama na Semest repercute na Câmara Municipal

Imprimir

Foto: Arquivo Cidadeverde.com 

O cancelamento da solenidade de posse da primeira-dama Samara Conceição (Republicanos) para a Secretaria de Economia Solidária (Semest), nesta sexta-feira (13), repercutiu entre vereadores na Câmara Municipal. 

O Palácio da Cidade tem buscando intensificar a aproximação com o Legislativo, inclusive, com a indicação de blocos de vereadores para assumirem cargos na gestão. Da Câmara, desembarcaram em pastas os vereadores Luís André (Seman) e Renato Berger (Semel). 

Com Samara Conceição fora da Semest, a pasta volta a ser objeto de atenção de parlamentares de Teresina que buscam integrar a gestão. 

Em entrevista à imprensa, o vereador Capitão Roberval Queiroz (União Brasil) destacou ser natural o fato dos parlamentares integrarem a gestão. 

“É normal que os vereadores possam participar da gestão, sim. Até janeiro deste ano nenhum vereador tinha participado da gestão ainda, então, isso é normal, a conversação do partido, dos vereadores que estão na base, defendendo o partido”, disse. 

Para ele, a Semest pode ser uma das pastas que podem ser ocupadas com indicações de parlamentares. 

“Nada fora do normal, poder ser um [a Semest]. É uma avaliação do prefeito, até mesmo da primeira-dama, que é uma pessoa que contribui ou como secretária ou como primeira-dama, como ela já vem contribuindo, andando na zona rural, tentando solucionar esses problemas. Foi uma decisão dela em consenso com o prefeito e ela vai contribuir ao lado dele como primeira-dama”, disse.

 

Flash Paula Sampaio
[email protected] 

Imprimir