Cidadeverde.com
Esporte

Inter e Corinthians empatam em jogo quente e com quatro gols

Imprimir

Internacional e Corinthians ficaram no 2 a 2, neste sábado (14), no estádio Beira-Rio. O Colorado esteve à frente no placar por duas vezes, mas o Timão reagiu e arrancou o empate em duelo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

O duelo teve clima quente com direito a reclamação por decisões da arbitragem.

Alan Patrick e Wanderson fizeram os gols do Inter, enquanto Raul Gustavo e Jô marcaram para o Corinthians.

O resultado faz o Corinthians chegar a 13 pontos, enquanto o Internacional soma nove. O time gaúcho, no entanto, acumula três empates em sequência.

Inter e Corinthians voltam a campo na terça-feira (17). O time gaúcho recebe o Independiente Medellín-COL, pela Copa Sul-Americana, enquanto o Timão visita o Boca Juniors pela Libertadores.

No Brasileirão, o Internacional joga outra vez no sábado (21), diante do Cuiabá, fora de casa. O Corinthians recebe o São Paulo, no domingo (22).

Quem foi bem: Wanderson

Camisa 11 fez cruzamento para o primeiro gol do Inter e do jogo. E pouco antes do intervalo, Wanderson apareceu na pequena área para marcar 2 a 1.

Um gol e assistência fizeram o meia-atacante ter maior destaque, ainda que outros nomes - em ambos os times, tenham feito bom jogo.

Quem decepcionou: Renê e Rafael Ramos

Os laterais tiveram problemas em lances pontuais. Do lado do Inter, Renê demorou para sair e deu condições ao ataque do Corinthians nos dois gols sofridos. No Corinthians, Rafael Ramos se mostrou afobado em momentos decisivos.

Jô entra, incomoda e aplica 'lei do ex'

O terceiro gol de Jô em 2022 foi diante de um velho conhecido do centroavante. Lançado a campo na volta do intervalo, o camisa 77 incomodou a defesa do Inter com jogo aéreo e inteligência no lance em que venceu quatro marcadores e balançou as redes.

O chute certeiro aplicou a lei do ex, 10 anos depois de ele deixar o estádio Beira-Rio.

Inter rasga roteiro recente

O time gaúcho voltou a fazer jogo com volume, pressão e boas chances de gol. Mas ao contrário de partidas recentes, onde o ataque falhou demais, o Inter conseguiu dois gols ainda no primeiro tempo.

Além das conclusões certas de Alan Patrick e Wanderson, David e Bustos tiveram oportunidade clara para balançar a rede.

Corinthians sobrevive e reage

O rodízio de Vítor Pereira tem ônus e um deles ficou claro no Beira-Rio. Com problemas coletivos, o Corinthians teve momentos de pura sobrevivência. De resistência.

E o plano se baseou, durante o primeiro tempo, na bola aérea - caminho para o empate. Com bola rolando, somente uma chance criada. Róger Guedes parou em Daniel. Na etapa final, o cenário mudou.

Inter recua, Corinthians pressiona

A entrada de Jô, no intervalo, foi o sinal de que o Corinthians iria tentar algo diferente. A pressão do time de VP rendeu mais chances do que em toda etapa inicial e o empate chegou aos 18. A partida, antes com cara de vitória colorada, ficou equilibrada.

Edenilson relata ocorrência e jogo para

Aos 30 do segundo tempo, o camisa 8 do Inter chamou a arbitragem e fez relato sobre discussão com Rafael Ramos.

O lateral do Corinthians foi cercado por demais atletas e Edenilson proferiu a frase "seja homem, você disse". A partida foi retomada aos 34 minutos. O camisa 21 foi substituído segundos depois.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir