Cidadeverde.com
Esporte

Copa Libertadores: um fenômeno sul-americano

Imprimir

Foto: Pixabay

A Copa Libertadores 2022 ainda está na fase de grupos.. O torneio começou em 8 de fevereiro com a partida entre Montevidéu City Torque e Barcelona de Guayaquil no Estádio Centenário, no Uruguai, que terminou em um 1-1. A partida final será realizada em Guayaquil, no Equador.

Até lá tem muita bola para rolar, literalmente. A partir da fase eliminatória os confrontos começam a ficar ainda mais disputados. Mas o que essa competição tem de tão especial? O que torna a Libertadores um dos maiores torneios de futebol no mundo? É exatamente isso que explicaremos nos parágrafos seguintes.

Como foi criada a Copa Libertadores?

A história da Copa Libertadores da América começou a tomar forma em 1958, após o congresso da Confederação Sul-americana, realizado no Rio de Janeiro (Brasil). Lá ficou acertada a criação de um torneio continental semelhante à Liga dos Campeões, na Europa.

Em 5 de março de 1959, foram finalizadas as bases da competição, especificando as datas, o formato e o nome, que se chamaria Copa Libertadores da América, em homenagem aos heróis da história sul-americana.

A partir de 1966, os vice-campeões das principais ligas de futebol do continente começaram a participar e, em 2000, as cotas foram ampliadas de 20 para 32 participantes.

Como curiosidade, os clubes mexicanos disputaram a Libertadores somente entre 1998 e 2016, embora o desejo geral dos torcedores seja que CONCACAF e CONMEBOL cheguem a um acordo para um possível retorno dessas equipes.

Copa Libertadores 2022: quem são os maiores ganhadores presentes nessa edição?

Em toda a história do torneio 25 clubes conquistaram o título de campeão. Desse total, em 2022 participarão 13, que buscarão uma nova coroa. O Independiente da Argentina é o time com mais vitórias: 7. Contudo, ele não estará presente nessa edição.

O grupo de campeões que participarão do torneio este ano é liderado pelo Boca Juniors da Argentina, que já levantou o caneco seis vezes. O próximo da lista é Peñarol, do Uruguai, com cinco Libertadores. Os argentinos Estudiantes de La Plata e River Plate têm quatro troféus cada. Nacional do Uruguai, Olimpia do Paraguai e Palmeiras, compõem essa tabela com três conquistas cada. Com duas vitórias, estão o Atlético Nacional da Colômbia e o Flamengo, que voltou a vencer a competição em 2019, depois de 38 anos de espera. 

Por último, Atlético Mineiro, Colo-Colo do Chile, Corinthians e Vélez Sarsfield da Argentina, com uma taça, completam a tabela

Libertadores no digital

Outro fenômeno associado à chegada de mais uma edição da Libertadores é o componente digital que se compõe ao seu redor.

Esse entorno traz consigo um mundo de estatísticas e informações onde, além dos diversos veículos online que tratam de futebol, desde portais especializados e canais do Youtube, sites como a Betano se destacam compartilhando informações sobre o evento. Sendo que, além da cobertura digital, a Betano ainda permite que os usuários façam suas apostas esportivas nos eventos disponíveis.

Por outro lado, é um site que também disponibiliza prognósticos sobre os times participantes, seu desempenho recente na competição e informações sobre os elencos. Falando nisso, o Atlético Mineiro, campeão brasileiro, quer ir com tudo esse ano e ganhar mais uma Libertadores. Prova disso é sua aposta no mercado com a chegada de nomes de grande destaque no futebol mundial, como Diego Godín.

A título de curiosidade, a Betano é o principal patrocinador do clube de Minas Gerais.

Quem sairá vencedor em 2022?

A Copa Libertadores da América está tomando forma. Desde 8 de fevereiro, a bola está rolando na 63ª edição da mais prestigiosa competição continental, que já tem uma data marcada para a grande final. O jogo decisivo será realizado em partida única, no dia 29 de outubro, em Guayaquil. Como os maiores campeões estarão na disputa, fica muito difícil definir quem será o grande vencedor.

Contudo, os brasileiros prometem vir com força total na busca de mais um título. Para isso, os 9 clubes nacionais terão que superar rivais de grande escalão se quiserem tirar o posto de campeão do Palmeiras.

 

 

Da Redação
[email protected] 

Imprimir