Cidadeverde.com
Esporte

Fortaleza bate Colo Colo no Chile e faz história ao avançar na Libertadores

Imprimir

O Fortaleza segue fazendo história na Copa Libertadores da América. Na noite desta quarta-feira, pela última rodada da Fase de Grupos, o time cearense confirmou a vaga para as oitavas de final ao derrotar o Colo Colo, em pleno estádio Monumental David Arellano, por 4 a 3. 

Foto - Mateus Lotif - Fortaleza

Os torcedores não puderam comparecer por causa de uma punição imposta pela Conmebol devido à confusão ocorrida no duelo contra o River Plate.

Com o resultado, o Fortaleza terminou na segunda colocação do Grupo F, com dez pontos, atrás apenas do River Plate.

Com sete, o Colo Colo garantiu vaga na Sul-Americana, enquanto o Alianza Lima, com um, foi eliminado dos torneios continentais.

Ainda sem vencer no Brasileirão, o Fortaleza resolveu espantar a crise na Libertadores. O time cearense se sentiu muito à vontade em um estádio Monumental vazio.

A tática de Vojvoda funcionou e quebrou todo o plano do Colo Colo. Aos dois minutos, Silvio Romero recebeu dentro da área, dominou e chutou com força para superar Cortés.

O segundo parecia ser uma questão de tempo e saiu aos 24 minutos Lucas Lima recuperou a bola e acionou Moisés. O atacante partiu em velocidade, ficou de frente para o goleiro e mandou para o gol.

Do outro lado, Marcelo Boeck, de volta ao gol, fez grandes defesas para impedir a reação do Colo Colo.

Mas o time chileno não ia entregar a classificação de bandeja. Aos 44 minutos, o Colo Colo reacendeu o jogo após gol contra de Ceballos. Mas a expulsão de Rojas, por falta em Moisés, no início da etapa complementar, complicou as ambições dos mandantes.

Com um a mais, o Fortaleza apertou e fez o terceiro com uma arrancada de Moisés. O atacante, novamente, levou a melhor contra Cortés. Aos 16, Yago Pikachu recebeu de Romero e ampliou, colocando de uma vez um pés nas oitavas de final.

Tudo parecia fácil, mas o Fortaleza se acomodou e viu o Colo Colo reagir. Após cobrança de escanteio, Bruno Gutiérrez fez 4 a 2.

A pressão continuou e Léo Gil fez o terceiro dos chilenos. O jogo, então, virou ataque contra defesa, mas o time cearense conseguiu segurar o rival para carimbar a vaga nas oitavas.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir