Cidadeverde.com
Últimas

Funcionários de lava jato prestam depoimento no DHPP após execução de empresário

Imprimir

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 

Dois funcionários do lava jato onde o proprietário foi executado prestaram depoimento no final da tarde de segunda-feira (30) no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia busca informações sobre os autores do homicídio, já que as câmeras de segurança do local estavam desligadas no momento do crime.  

Ao Cidadeverde.com, o delegado Bruno Ursulino, do DHPP, responsável pela área sudeste de Teresina, informou que a equipe esteve no local minutos após o crime e que já entrou em contato com os familiares da vítima. 
 
“Para que eles possam se fazer presentes aqui no DHPP para que possam repassar minimamente as informações que possam ter conhecimento acerca desse fato. É um caso muito emblemático ainda, estamos tentando buscar a real motivação”, frisou o delegado Ursulino. 
 
No depoimento dos funcionários do lava jato, o delegado diz que a equipe que investiga o caso colheu informações no que concerne ao horário e características dos suspeitos de execução. 

“Mas existem outras pessoas que também vão ser ouvidas, mas que, por conta desse primeiro momento, que é um luto, vamos esperar um pouco para que possam estar colhendo esses depoimentos”, acrescentou o delegado.

Foto: Renato Andrade / Cidadeverde.com 

O crime

Jose Rodrigues dos Santos, 46 anos, foi executado a tiros na tarde desta segunda-feira (30) dentro do próprio estabelecimento, localizado no bairro Renascença I, na zona Sudeste de Teresina. Ele foi atingido com dois tiros na cabeça e um terceiro na região da nuca.

No momento da ocorrência havia dois funcionários no local. Após ser acionada, a polícia isolou a área e colheu informações preliminares com os trabalhadores e alguns familiares. Os suspeitos chegaram ao estabelecimento em uma moto, mas ainda não foram identificados.

Nataniel Lima
[email protected]  

Imprimir