Cidadeverde.com
Esporte

Após 26 pênaltis, Goiás elimina o Red Bull Bragantino e avança na Copa do Brasil

Imprimir

O Goiás é o último clube classificado às oitavas de final da Copa do Brasil, após vencer o Red Bull Bragantino no tempo normal, por 1 a 0, e depois por 9 a 8 nas cobranças de pênaltis, em duelo realizado no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

Tadeu defendeu cinco cobranças e garantiu classificação do Goias nos pênaltis - Foto: Fernando Lima/Goiás E.C.

Tadeu foi herói da classificação goiana no interior de São Paulo, já que defendeu cinco cobranças do Red Bull Bragantino. No tempo normal o goleiro também se destacou com defesas e segurou a vitória de 1 a 0 - paulistas haviam vencido o confronto de ida por 2 a 1, em Goiânia.

Além da classificação às oitavas de final, o Goiás também garantiu premiação de R$ 3 milhões da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O adversário da próxima fase será conhecido em sorteio na próxima terça-feira.

O primeiro tempo começou com o Red Bull Bragantino tendo a iniciativa e quase abrindo o placar aos 14 minutos, quando Artur cobrou falta com a perna esquerda e fez o goleiro Tadeu defender no ângulo direito. Já o Goiás foi mais cauteloso e teve dificuldades de atacar o adversário.

Tecnicamente, a partida esteve bem abaixo, mas ainda assim o time paulista voltou a criar oportunidade de gol. Aos 30, Helinho dominou na entrada da área e deu linha assistência para Ytalo. O atacante entrou em velocidade e finalizou forte, contudo, em cima da marcação do Goiás.

Mal até então, o Goiás conseguiu encaixar trocar de passes na área e abriu o placar. Aos 42 minutos, Nicolas girou sobre a marcação e tocou para o volante Matheus Sales finalizar no canto direito de Cleiton, deixando os visitantes em vantagem no placar e igualando o placar agregado (2 a 2).

Pressionado, o Red Bull Bragantino aumentou as investidas no segundo tempo. Aos três minutos, Helinho cruzou e Praxedes cabeceou sem direção. Também pelo alto, aos 12, Helinho encontrou Ytalo, que finalizou muito perto do gol defendido por Tadeu, que só ficou olhando.

Conforme a reta final do segundo tempo se aproximou, a partida ficou mais agitada. Aos 33, Helinho chutou forte de fora da área e Tadeu espalmou para escanteio. Três minutos depois foi a vez de Artur lançar Bruno Tubarão na área e o goleiro goiano evitar o gol de empate.

O Goiás manteve a postura cautelosa e no final do segundo tempo contou com a sorte para não ser eliminado.

Aos 47 minutos, Aderlan cruzou da direita e Jan Hurtado cabeceou para as redes, contudo, a arbitragem viu falta do atacante em cima da marcação e anulou o gol de empate, levando a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças de pênaltis, o Goiás levou a melhor sobre o Red Bull Bragantino, por 9 a 8. Tadeu defendeu cinco cobranças, enquanto Cleiton pegou outros quatro. Foram 26 cobranças no total, sendo 13 para cada lado.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir