Cidadeverde.com
Últimas

FGTS: Reserva de ações da oferta da Eletrobras vai até quarta-feira (08)

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

Os trabalhadores com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e os investidores em geral têm até quarta-feira (8) para fazer a reserva de ações no âmbito da oferta da Eletrobras, que resultará na privatização da empresa de energia.

Na quinta-feira (9), será definido o preço da ação na oferta, conforme a demanda recebida. Na sexta (3), quando se iniciou o período de reserva, as ações encerraram a sessão cotadas a R$ 41,96, queda de 3,16% no dia, mas com ganhos acumulados de 28% no ano.

O primeiro passo para participar da oferta é autorizar a administradora de escolha a consultar o saldo do FGTS. Isso pode ser feito pelo app do fundo, onde também é possível simular o valor disponível para aplicação.

O trabalhador deve escolher uma das administradoras que se habilitaram a operar junto ao FGTS nessa oferta: Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Bradesco, BTG Pactual, Caixa, Daycoval, Genial, Itaú, Safra, Santander e XP.

O segundo passo é realizar a aplicação do saldo do FGTS em um Fundo Mútuo de Privatização, chamado FMP-ELET. O trabalhador deve procurar a instituição administradora escolhida e solicitar a aplicação, ou seja, a reserva do saldo do FGTS.

Todo relacionamento do trabalhador para efetivar a aplicação se dará com a instituição selecionada, que passa a ser responsável pela aplicação do saldo de suas contas do FGTS.

O valor mínimo da aplicação com o FGTS será de R$ 200, sendo possível utilizar até 50% do saldo das contas de FGTS ativas e inativas.
Não estarão disponíveis para aplicação os valores que estiverem bloqueados na conta do FGTS, como garantia de operações de crédito com antecipação do Saque-Aniversário, por exemplo.

O investidor também poderá migrar os recursos que eventualmente tenha alocado nos fundos criados nos mesmos moldes no início dos anos 2000, com ações da Petrobras e da Vale. Nesse caso, o encerramento das reservas é nesta segunda-feira (6), de acordo com informações da empresa.

Cerca de R$ 6 bilhões serão reservados para investidores do varejo que queiram alocar parte dos recursos mantidos no FGTS. Caso a demanda ultrapasse esse limite, será feito um rateio para definir o valor que cada pessoa terá direito.

Fonte: Folhapress

Imprimir