Cidadeverde.com
Vida Saudável

Entenda a doença que deixou inchado o rosto de Padre Fábio de Melo

Imprimir


Foto: Reprodução/Instagram

 

Ao ser questionado sobre a aparência nos últimos dias após comparecer em um programa de TV com o rosto inchado, Padre Fábio de Melo foi às redes sociais explicar que sofre com a Doença de Ménière, uma patologia que afeta a audição e disse fazer uso de corticoide para tratamento da doença que é crônica.

De acordo com o neurologista Dr. Saulo Nader, na parte interna do ouvido existe uma região chamada labirinto, responsável pela noção de equilíbrio e percepção de posição do corpo. "Ele fica próximo ao cérebro e nele há um líquido conhecido por endolinfa, que é produzido de forma harmônica sempre em estabilidade. Em alguns indivíduos pode ocorrer um distúrbio, havendo uma produção excessiva desse líquido e pressionando o labirinto, causando a doença ou síndrome de Méniére”, explica.

Ainda segundo o especialista, é como se o labirinto começasse a sofrer de pressão alta, causando inchaço, não havendo espaço e podendo acontecer um vazamento em alta pressão por alguns orifícios. "Isso vai gerando crises de inflamação com vertigens que podem chegar a 20, 30 minutos, horas ou até dias com desequilíbrios, náuseas e vômitos. Também são vistos fenômenos auditivos como a diminuição da escuta e zumbido, caso relatado pelo Padre Fábio de Melo, por exemplo", disse.

Há ainda casos de portadores de anticorpos anormais que afetam o labirinto e também causam a 'doença do labirinto', mais conhecido como doença autoimune da orelha interna, com ocorrências raras e indicação do uso de corticoide.

“Outros medicamentos mais antigos para o tratamento da Doença de Méniére provocam realmente ganho de peso, retenção líquida, sedação e até depressão, como no caso da Cinarizina e flunarizina. O uso de corticoide, por exemplo, é indicado para crises mais agudas para auxiliar mais rapidamente na desinflamação do labirinto", revela Saulo.


Como tratar?

Apesar de não ter cura, alguns tratamentos ajudam a amenizar os sintomas da doença de Ménière. Os principais esforços são no sentido de reduzir os fluidos corporais. Para isso, os médicos costumam prescrever diuréticos e uma dieta com pouco sal. Ter uma alimentação balanceada, fazer pequenas refeições e manter uma rotina de exercícios físicos também são importantes para aliviar o stress e evitar o aparecimento das crises.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir