Cidadeverde.com
Esporte

Corinthians recupera bom futebol, bate Juventude e dorme na liderança do Brasileiro

Imprimir

O Campeonato Brasileiro está de (velho) novo líder, pelo menos até a realização dos jogos de domingo. Na tarde deste sábado (11), o Corinthians recebeu o Juventude na Neo Química Arena e venceu, por 2 a 0, com gols de Adson - ainda nos minutos iniciais do confronto - e Gustavo Mantuan na etapa final. 

Adson abriu o placar logo no começo do jogo. Foto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

Com o resultado, o Timão chegou aos 21 pontos na tabela de classificação e ultrapassou o rival Palmeiras, que ainda não jogou na rodada.

Diante de mais de 34 mil pessoas em Itaquera, o Corinthians conseguiu fazer as pazes com o bom futebol nesta temporada. O técnico Vítor Pereira contou com o retorno do meia-atacante Willian e com uma noite inspirada de Adson para se impor diante do Juventude do início ao fim.

Os visitantes apresentaram dificuldades em seu sistema de criação e quase nenhum perigo ofereceram ao goleiro Cássio.

A vitória coloca o Corinthians na liderança do Brasileirão com 21 pontos ganhos após a disputa de 11 rodadas. Neste domingo (12), o Palmeiras visita o Coritiba no Couto Pereira e, em caso de triunfo, reassume a ponta da tabela.

Já o Juventude estaciona nos dez pontos ganhos e segue na 19ª colocação, dentro da zona de rebaixamento para a Série B da próxima temporada.

FOI BEM: ADSON

Muita movimentação e ímpeto no ataque: Adson não apenas foi decisivo, com o gol marcado no segundo minuto de jogo, em lance que ele próprio iniciou, como foi um dos nomes mais participativos na Neo Química Arena.

Marcando, criando jogadas ou aparecendo como homem-surpresa para finalizá-las, o meia deu trabalho para a defesa gaúcha, ajudou o time a encurtar o espaço dos adversários e encerrou a partida como o vice-artilheiro alvinegro em 2022, com quatro gols.

FOI MAL: RAFAEL FORSTER

Além de sofrer para segurar as investidas do Corinthians, sobretudo na marcação sobre Renato Augusto, Rafael Forster também teve dificuldades na saída de bola, diante da marcação alta dos donos da casa.

Ao lado de Vitor Mendes, o zagueiro cochilou no lance do gol de Adson, que apareceu sozinho na grande área para finalizar de primeira.

DE PÉ EM PÉ NO GOL

O Corinthians precisou de apenas dois minutos para abrir o placar na Neo Química Arena em uma jogada muito bem trabalhada pelo sistema ofensivo. Em uma saída pelo lado direito, o Timão triangulou com Adson, Giuliano e Rafael Ramos.

O português avançou em velocidade e cruzou rasteiro na direção de Adson, que apenas teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo da rede.

O QUE É ISSO, JUZÃO?

Os zagueiros Vitor Mendes e Rafael Forster protagonizaram uma cena, no mínimo, engraçada no primeiro tempo.

Pressionada pelos atacantes do Corinthians, a dupla de zaga tentou dar um bico na bola para afastar o perigo de próximo da área e, em sequência, errou os chutes mandando a bola para trás. Foi preciso o goleiro César dominar a bola no peito e organizar a saída do Juventude.

SÓ DÁ CORINTHIANS

O primeiro tempo foi de domínio praticamente completo do Corinthians, que criou chances de fazer dois ou três gols antes da ida para o intervalo.

Com as linhas compactas, o Alvinegro conseguiu trabalhar a bola desde o campo de defesa e ficar no quase em finalizações de Adson, Róger Guedes e Renato Augusto. O Juventude limitou-se a se defender e muito pouco perigo ofereceu ao gol defendido por Cássio.

O AMOR ESTÁ NO AR

Durante o intervalo da partida, o Corinthians cedeu o gramado da Neo Química Arena e também seu sistema de som para o torcedor Leonardo se declarar, se ajoelhar e pedir a namorada Gabriela em casamento. A agora noiva disse sim ao convite e festejou com todo o estádio.

VITOR PEREIRA PROMOVE MUDANÇAS

Na metade do segundo tempo, o Corinthians ainda tinha o domínio da posse de bola e das ações do jogo, porém viu o técnico Eduardo Baptista colocar sangue novo em campo.

Por conta disso, Vítor Pereira adotou cautela e trocou Róger Guedes, Renato Augusto e Giuliano pelos jovens Roni, Cantillo e Lucas Piton para fechar o meio de campo e evitar surpresas.

JUVENTUDE SOFRE PARA OCUPAR ESPAÇOS

O rápido gol corintiano complicou a postura dos visitantes. Se pretendia se defender e resolver a partida no contra-ataque, o time gaúcho, condicionado pelo placar adverso, teve de ir em busca do empate desde o começo do jogo. 

Com a bola nos pés, porém, o Ju trocava passes pelo meio-campo e penava para encontrar espaços na defesa adversária, sem assustar Cássio. O primeiro chute - de Chico Kim, para fora - saiu somente aos 38 minutos. De perigo, duas finalizações de Kim e Rodrigo Soares, ambas defendidas pelo goleiro corintiano.

GUSTAVO MANTUAN FECHA A CONTA

Já na reta final da partida, o volante Du Queiroz fez jogada individual, avançou com a bola pelo meio de campo e chegou até a entrada da área, onde passou a bola para Gustavo Mantuan.

Com categoria, o meia dominou e bateu rasteiro para vencer o goleiro César, fazer o segundo do Corinthians na partida e dar números finais ao confronto em Itaquera.

WILLIAM DEIXA O CAMPO OVACIONADO

Novidade do Timão para o jogo de hoje após ser desfalque por duas rodadas seguidas, o meia-atacante Willian foi titular pelo lado esquerdo do ataque e deu muito trabalho ao sistema defensivo do Juventude.

Nos minutos finais da partida, deixou o campo para dar vaga a Felipe Augusto e foi ovacionado pelos torcedores que estiveram nas arquibancadas da Neo Química Arena.

PRÓXIMOS JOGOS

O Corinthians volta a campo na próxima quarta (15) para enfrentar o Athletico-PR, na Arena da Baixada, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Juventude joga na terça (14), contra o Santos, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir