Cidadeverde.com
Vida Saudável

COE discute a subnotificação de casos de covid e possível volta do uso de máscara

Imprimir

Foto: Ascom/Sesapi

Os casos não registrados de covid-19 no Piauí – as subnotificações – viraram um gargalo para as autoridades de saúde do estado.

Infectologistas, pesquisadores e técnicos da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) vão se reunir hoje (13), às 18h, para discutirem a problemática das subnotificações de casos de covid e a possibilidade de retorno do uso de máscara.

O entrave na tomada de decisões do COE (Comitê de Operações Emergenciais de combate a Covid-19), do Estado, é justamente as subnotificações nas escolas, nos exames feitos nas farmácias e nas residências.

Segundo o infectologista e membro do COE, José Noronha, os autotestes que têm resultados positivos para a covid não estão sendo computados na Sesapi.

“O que se observa na prática é que os dados em Teresina podem ter subnotificações. As pessoas fazem testes nas farmácias e muitas vezes não buscam as unidades de saúde e fica sem cadastro no sistema”, disse José Noronha. 

O médico reforçou que se a pessoa faz o autoteste, nas farmácias ou em casa, deu positivo, ele precisa ir às unidades de saúde para registrar o caso. 

“É preciso ter a clareza que os testes nas farmácias são apenas uma triagem, que o diagnóstico é feito pelos profissionais de saúde nos hospitais e unidades de saúde que fazem o reteste”, afirmou Noronha. 

Os dados são fundamentais para nortear, inclusive os decretos estaduais.

A Fundação Municipal de Saúde divulgou aumentou em 385% os casos de covid na capital. A prefeitura de Teresina  publicou decreto obrigando o uso de máscaras em hospitais e postos de saúde.

Joé Noronha ressalta que o decreto estadual não liberou o uso de em ambientes de saúde. 

Ele também fez um apelo para que a população tome a terceira e quarta dose da vacina para reduzir o índice de adoecimento da população. 

 

Flash Yala Sena
[email protected] 

Imprimir