Cidadeverde.com
Cidades

OAB solicita envio equipe especial da Polícia Civil a Madeiro para apurar atentado contra advogado

Imprimir

Foto: Divulgação/OAB-PI

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí (OAB)-PI solicitou, nesta terça-feira (14), o envio de uma equipe especial da Polícia Civil à cidade de Madeiro, para apurar e identificar os responsáveis pelo atentado contra o advogado Francisco Miranda

Ex-assessor jurídico do ex-prefeito Zé Filho, assassinado em novembro de 2021, Miranda teve sua casa alvejada por 11 disparos de arma de fogo na madrugada desta segunda-feira (13) e acredita que o atentado tenha relação com o fato de ser uma das testemunhas do caso.

“A cidade de Madeiro possui um efetivo policial pequeno e, em virtude disso, solicitamos que seja designada uma equipe especial para a investigação do fato ocorrido”, afirmou Albelar Prado, presidente da comissão da OAB-PI. 

O pedido foi feito diretamente ao delegado Marcelo Leal, gerente de policiamento do interior, e a Adriana Xavier, delegada-adjunta da Coordenadoria da Polícia Civil, em reunião com a presença do advogado nesta terça-feira (14).

“A OAB-PI vai solicitar, junto ao Ministério Público e ao juizado de Madeiro, a decretação da prisão preventiva na hora que for investigado e constatado quem são os autores do fato, por estarem ameaçando a testemunha de um crime", garantiu Prado. 

O ex-prefeito de Madeiro foi morto com disparos de arma de fogo, na cabeça, peito e abdômen, enquanto assistia a uma partida de futebol na cidade. O acusado de ser o autor do crime é Felipe Seixas, afilhado e ex-aliado político do então gestor

Após o atentado ao advogado Francisco Miranda, que chegou a ver quando Felipe Seixas saiu do local após efetuar os disparos, o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), Themístocles Filho (MDB) afirmou que comunicaria o caso ao secretário estadual de Segurança.

Breno Moreno (Com informações da OAB)
[email protected]

Imprimir