Cidadeverde.com
Esporte

Emanoel Sacramento faz apelo a torcida e crê em classificação do 4 de Julho na Série D

Imprimir

Foto: Savyo Rian/4 de Julho

A equipe do 4 de Julho foi superada pelo Fluminense no último sábado (18), na Arena Ytacaotiara, em Piripiri. O placar de 2 a 1 a favor do Vaqueiro ampliou a sequencia sem vitorias do Colorado e deixa o time em situação bastante preocupante na tabela faltando apenas quatro jogos para encerrar a primeira fase. O time é sétimo colocado com nove pontos somados em 10 jogos e tem pela frente uma sequencia dura de jogos fora de casa – sábado (25) contra o Castanhal e depois disso contra a Tuna Luso, ambos em Belém-PA. 

“Primeiro tempo muito ruim da nossa parte. Sem imposição nenhuma. Fizemos um jogo tão bom lá contra o Tocantinópolis e viemos com a mesma proposta aqui e infelizmente não conseguimos aplicar o que foi feito no jogo de lá e nem o que foi feito nos treinamentos do nosso dia a dia. Primeiro tempo muito ruim e segundo tempo mais equilibrado. É uma pena que a gente tenha perdido em casa, gostaríamos de está falando de outras condições aqui, mas a gente está vivo e temos que superar esse mal momento”, frisou Emanoel Sacramento. 

A nova derrota dentro de casa causou também um atrito entre comissão técnica e torcida do 4 de Julho e ao final do primeiro tempo o técnico Emanoel Sacramento chegou a discutir com alguns torcedores presentes no estádio. Ao final do jogo ele fez um apelo sobre os xingamentos e forma de torcer no Brasil. 

“Mostrar aos atletas que estamos defendendo-os, seja como for. A torcida tem que entender, o Brasil a cultura brasileira tem que entender, pois é uma vergonha o que está acontecendo no Brasil. Agressão com os atletas contra o Botafogo, Fortaleza confusão com arbitragem na Série B. A torcida tem que entender seu papel e não ficar xingando a mãe dos atletas, chamando treinador de burro ou citando nomes pejorativos”, acrescentou Sacramento. 

O 4 de Julho tem mais 12 pontos em disputa. Conseguindo vencer seus compromissos pode conseguir subir na tabela e assim brigar novamente pelo G4 da competição. Porém a distância é razoável, o primeiro time na zona de classificação está com 15 pontos, no caso, seis a mais que o time de Piripiri. 

O próximo compromisso do 4 de Julho será contra o Castanhal-PA, no sábado (25). Depois disso, o time enfrenta o outro representante paraense, Tuna Luso, lanterna do grupo e ambos os jogos na casa dos adversários. 

 


Pâmella Maranhão 
[email protected]

Imprimir