Cidadeverde.com
Esporte

Troféu Brasil: Keila Barros faz melhor marca pessoal e garante vaga na final dos 800m

Imprimir

Foto: Arquivo Pessoal

Keila Barros

O Troféu Brasil de atletismo teve inicio nesta quarta-feira (22) a vai até o domingo (26), no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. O Piauí tem vários representantes dentro da competição que é a principal da América Latina e responsável por definir os últimos representantes que irão para o Mundial de Oregon, nos EUA, junto com o ‘time brasil’. A piauiense Keila Barros, natural de Água Branca, carimbou sua vaga na final da prova dos 800m na manhã de hoje (23) ao fazer o segundo melhor tempo na fase classificatória. 

“Quero agradecer primeiramente a Deus e todo meu trabalho. Hoje eu fiz minha melhor marca pessoal e fiquei em segundo lugar nos 800 metros e quero agradecer demais a todos de Teresina que estão sempre me dando apoio porque sem eles muita coisa não seria possível. E amanha vamos para final e seguir caminhando para Paris 2024”, disse Keyla Barros atleta. 

A prova que aconteceu hoje pela manhã fez com que a atleta garantisse o segundo melhor tempo e conseguisse a melhor marca pessoal dentro da prova correndo os 800m em 2min08s. Estar no Mundial no próximo mês era uma das metas, mas Keila Barros acabou sofrendo uma lesão há 15 dias da competição o que lhe fez parar os treinamentos por alguns dias e isso prejudicou diretamente as metas. 

Paralelo a isso, o estado do Piauí já conquistou três medalhas nesses primeiros dias de Troféu Brasil. Medalha de bronze com Ana Azevedo, bronze com Eduardo e medalha de prata com Rodrigo. A velocista Letícia Lima ficou em 10° lugar nos 100m e vai disputar os 200m e o revezamento dos 4x100m ainda hoje em que a equipe do CT Maranhão, que tem piauienses está entre as favoritas ao pódio. 

Para conseguir índice na prova dos 800 metros e assim chegar até o Mundial nos Estados Unidos, que acontece no mês de julho, Keila precisa baixar oito segundos o seu tempo e correr a prova em dois minutos cravados. 

“A gente tem que ser muito realista com a situação. Eu vinha treinando para uma marca para o Mundial, mas lesionei há 15 dias atras e fiquei 10 dias parada e isso custou um absurdo de treino, resultado e principalmente mexeu com o meu psicológico. Eu vou atras de qualquer forma, mas eu vou dar o meu melhor e conseguir esse feito e se não conseguir eu sei que vou dar o meu melhor na pista e isso também é importante”, acrescentou Keila. 

No final da temporada a piauiense deve disputar os jogos Sul-Americanos e assim pontuar bem no ranking e além disso mira diretamente nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. O Troféu Brasil segue acontecendo até o domingo (26) e o Piauí tem Letícia Lima e João Henrique Falcão nas provas de velocidade na briga por índice para o Mundial desse ano. 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir