Cidadeverde.com
Esporte

Abel Ferreira cita Lewis Hamilton e faz desabafo contra críticos do Palmeiras

Imprimir

Abel Ferreira fez um curto, mas enfático desabafo direcionado aos torcedores que têm criticado o Palmeiras, sobretudo após o empate com o Avaí no Brasileirão, competição que o time lidera com 29 pontos. 

Em um discurso de pouco mais de três minutos, o treinador defendeu seus jogadores, esbravejou contra os torcedores mais "cornetas" e deu a sua definição do que é ser palmeirense. Ele citou até mesmo Lewis Hamilton para construir sua argumentação.

Abel não gostou dos que criticaram o desempenho do time no empate por 2 a 2 em Florianópolis no último domingo. Na ocasião, o centroavante Rafael Navarro foi um dos mais questionados.

Até o próprio treinador, unanimidade entre os torcedores, recebeu críticas por ter preservado atletas no jogo do Brasileirão. 

Mas ele estava pensando na Libertadores e a estratégia se mostrou acertada, uma vez que o Palmeiras atropelou o Cerro Porteño no Paraguai e deu grande passo rumo às quartas da competição em que busca o tetra. Ganhou por 3 a 0.

"Quero dizer que esse jogo começou a ser ganho na partida contra o Avaí, porque o treinador do Palmeiras acredita em todos os jogadores. O treinador do Palmeiras pede a todos os torcedores e agradece os que apoiam nossos jogadores em todos os momentos", iniciou o técnico. 

"O que peço é para acreditarem nos jogadores mesmo quando o treinador faz asneiras ou eles jogam mal. Isso é um verdadeiro torcedor, isso é ser palmeirense. Quem critica não lhe corre nas veias o que é ser palmeirense", adicionou o português.

Fã de automobilismo, Abel mencionou Lawis Hamilton em seu discurso. "Aos que acreditam somente quando ganhamos, aos que só nos criticam, como diz o Hamilton: 'é preciso mudar a mentalidade' Os que já estão com isso na veia nos apoiam sempre", disse. O piloto britânico da Mercedes fez essa afirmação como resposta ao comentário racista de Nelson Piquet, que o chamou de "neguinho".

Abel voltou a dizer que seus atletas nem sempre vão ganhar, mas fazem o melhor que podem, por isso têm de receber apoio da torcida, não questionamentos. 

"Os jogadores são gente séria, gente de caráter e que entregam tudo o que têm em cada momento. Esses jogadores merecem que acreditem em todos", justificou. 

"Agradeço o apoio, as críticas, mas precisamos estar todos juntos em todos os momentos", pediu. "Quem não faz asneiras? Quem é perfeito no trabalho? Não conheço ninguém perfeito. Dou a minha palavra de honra que todos trabalham e dão o máximo", disse o técnico.

Com os 3 a 0 no Paraguai, o time jogará tranquilo daqui a uma semana na volta da Libertadores, no Allianz Parque. 

Por isso, é provável que Abel escale força máxima no sábado, diante do Athletico-PR, pela 15ª rodada do Brasileirão. Será uma oportunidade para a equipe aumentar sua vantagem na ponta contra o time de Felipão.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir