Cidadeverde.com
Últimas

Amazônia bate recorde de desmatamento para o mês de junho

Imprimir

Foto: Divulgação / Ibama

Áreas com alerta de desmatamento na Amazônia Legal em junho de 2022 chegaram a 1.120 km², segundo dados do Deter, programa de monitoramento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Esse é o maior valor para o mês de junho desde 2016.

Antes disso, o recorde para o mês de junho tinha sido em 2021, quando 1.061 km² da floresta foram destruídos.

Em 2022, o mês de abril tinha sido o único a apresentar uma área de desmatamento que ultrapassou a casa de mil quilômetros quadrados -no total, foram 1.012,5 km². Agora, junho também mostra essa marca no desmate da floresta e figura como o mês com maior área desmatada em 2022.

Para efeito de comparação, o município de São Paulo tem cerca de 1.521 km², segundo a Fundação Seade. O total desmatado só em junho na Amazônia seria equivalente a derrubar mais de 74% da capital.

Com a nova atualização do Inpe, cerca de 3.971 km² da Amazônia Legal foram destruídos só em 2022.

A área destruída entre o primeiro e o segundo trimestre do ano mais que triplicou. No primeiro trimestre do ano, foi registrada uma área de 940 km² desmatada. No segundo trimestre, o desmatamento chegou a 3.031 km².

Comparando com anos anteriores, é a partir do mês de junho, período em que se inicia a estação seca, que as áreas desmatadas tendem a crescer. Mesmo assim, o desmatamento de mais de 1.000 km² da Amazônia é considerado atípico para qualquer época do ano.

Fonte: Samuel Fernandes/Folhapress

Imprimir