Cidadeverde.com
Geral

No Piauí, taxa de positividade de Covid-19 aumenta pela sexta semana e chega a 24,12%

Imprimir

Foto: Cláudio Furlan / Dia Esportivo / Estadão conteúdo 

Dados do Grupo de Pesquisa em Saúde Pública da Universidade Federal do Piauí (UFPI) mostram que a taxa de positividade dos testes de Covid-19 pelo exame RT-PCR cresceu pela sexta semana consecutiva no estado, ficando em 24,12%. 

Segundo o pesquisador Emídio Matos, doutor em Ciências Biomédicas, o valor é considerado alto pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA. 

Para o professor, o conjunto de indicadores revela que há necessidade de adoção de medidas informadas por evidências e que considerem a realidade social de cada território de saúde do Piauí. 

“A taxa de positividade vem aumentando, já é sexta semana consecutiva de aumento. Isso mostra que há muito vírus circulando pelo estado, o que aumenta o risco de transmissão e, sobretudo, você encontra pessoas que não estão com o ciclo vacinal completo. Os hospitais já estão tendo que se reorganizar e aumentar os seus leitos Covid-19 disponíveis”, explicou Emídio Matos.

O estudo feito pelo grupo de pesquisa que acompanha a evolução da pandemia de coronavírus no Piauí apontou que os novos casos novos começaram a subir novamente, sobretudo nos territórios de saúde Entre Rios, coordenado pela capital do estado, e Vale do Rio Guaribas, coordenado pelo município de Picos a partir do dia 20 junho. 

Em conjunto, os dados indicam que as medidas não farmacológicas de enfrentamento da pandemia, como o uso correto de máscaras, cobrindo nariz e boca, o distanciamento físico e a higienização frequentes das mãos continuam sendo necessários.

Além disso, levantamentos nacionais têm revelado que o maior número de pessoas que estão adoecendo gravemente, pelo menos seis em cada dez,  são aquelas que não completaram o ciclo vacinal, reforçando a necessidade de tomar as doses recomendadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI).


Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir