Cidadeverde.com
Esporte

Mano resgata criticados e coloca Inter no caminho da briga pelo Brasileiro

Imprimir

Após vencer o América-MG por 1 a 0, na segunda-feira (11), o Internacional somou 28 pontos e subiu ao terceiro lugar da classificação. Agora, o time se prepara para defender a vaga no G4 contra o Athletico-PR, neste sábado (16), na Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Foto - Ricardo Duarte/Internacional

A vitória também é importante para que o clube colorado mantenha o bom momento do elenco com a torcida, antes criticado muito criticado.

O anúncio da escalação do Inter já foi repleto de vaias. Antes dos jogos, nomes como Moisés, Edenilson, Daniel, Taison e Heitor já foram sucedidos por xingamentos e clima tenso.

Mas, aos poucos, Mano Menezes fez da crítica o elogio, resgatou jogadores cobrados pela torcida e vai consolidando o grupo no caminho da disputa das primeiras posições no Brasileiro.

Exemplo claro dessa retomada foi o jogo desta segunda-feira, no Beira-Rio. A vitória sobre o América-MG veio apenas no último minuto com um gol de Moisés.

O lateral já tinha marcado contra o Ceará e também foi importante na classificação pela Sul-Americana diante do Colo-Colo. E ele era, possivelmente, o mais odiado dos membros do elenco principal do time colorado.

"O que me deixa mais feliz é a recuperação dos jogadores que não vinham bem e eram criticados. Tenho batido sempre nisso. O time melhora, a organização melhora, e os jogadores, individualmente, mostram que tem uma capacidade muito boa", contou Mano Menezes.

De fato, a recuperação dos atletas mais cobrados pela torcida é bandeira erguida pelo comandante desde sua chegada. Foi assim com Rodrigo Dourado, vendido ao San Luís, do México, e com todos que ainda sofrem com algumas cobranças.

O goleiro Daniel, por exemplo, que após cometer pênalti no duelo contra o Colo-Colo passou a ser cobrado pela torcida, conseguiu sua recuperação diante do América-MG com uma defesa muito importante que evitou o gol da equipe visitante.

"Hoje vimos grandes defesas do Daniel. Em um momento decisivo do jogo, que, certamente se tomássemos o gol, o resultado iria escapar. Pedimos sempre calma na avaliação definitiva.

Não é que não possa criticar, claro que pode, o torcedor é soberano desde que faça isso num momento que não prejudique a equipe. Precisamos deles, e os jogadores tem provado que têm qualidade", completou o treinador.

O mesmo vale para Heitor, que foi vilão no jogo de ida das oitavas de final da competição continental, e também tinha falhado diante do Ceará. Até mesmo David, que desperdiçou oportunidades de gol, teve seu 'carinho' recebido do professor.

"O David merecia fazer o gol no primeiro tempo. Mas quando se fica muito tempo sem marcar, parece que fica mais difícil... Mas ele também está bem, dentro do contexto. Todos estão. Estamos contentes.

O Heitor já fez um jogo melhor, tudo dentro da normalidade do futebol. Quando se trabalha sério, quando a gente se dedica, e eles têm feito isso, começamos a colher os frutos como têm colhido", comentou o técnico.

E tantos pontos positivos estão justificados na classificação. Com o triunfo sobre o América-MG, o time colorado pulou para o terceiro lugar no Campeonato Brasileiro. Dos últimos 15 jogos, o time de Mano Menezes perdeu apenas um no torneio nacional.

"Vitórias como esta criam uma demonstração grande de que é possível e que podemos acreditar", sintetizou Mano.

Para a partida deste sábado, Mano não poderá contar com Taison, Wanderson, Alan Patrick, Bustos e Renê, que seguem no departamento médico do time. Em compensação, Alemão se recuperou de sintomas gripais, e já está à disposição.

Após a partida contra o América-MG, o técnico também afirmou que deve fazer um rodízio na zaga, começando a partida Kaique Rocha e Vitão no lugar de Rodrigo Moledo e Gabriel Mercado.

Assim, uma possível escalação do Inter tem: Daniel; Heitor, Vitão, Kaique Rocha e Moisés; Gabriel, Edenilson, Carlos de Pena, Mauricio (Boschilia) e Pedro Henrique; Alemão.

O Athletico-PR, por sua vez, tenta manter o bom momento após vencer o Bahia e garantir a classificação para as quartas da Copa do Brasil. O time soma 27 pontos, e ocupa a sexta posição na tabela.

O técnico Luiz Felipe Scolari será desfalcado pelo volante Christian, que terá que passar por uma cirurgia no joelho. Uma possível escalação do time paranaense tem: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Nico Hernández e Abner; Hugo Moura, Erick e Terans; Pedro Rocha (Cuello), Canobbio e Pablo.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir