Cidadeverde.com
Esporte

A celebração do Dia Nacional do Futebol em 19 de julho

Imprimir

O Dia Nacional do Futebol é comemorado em 19 de julho. A data foi escolhida pela CBF em homenagem ao Sport Club Rio Grande, do Rio Grande do Sul, fundado no ano de 1900, sendo a agremiação futebolística mais antiga do Brasil. A criação da data aconteceu em 1976.

Foto - Yuri Laurindo - CBF

O futebol foi criado na Inglaterra em 1864 e chegou ao Brasil, através de Charles Miller, em 1894. Em todo o Brasil o futebol é um fenômeno de público apaixonado por seus clubes e por suas seleções nacionais. 

Os espetáculos nos estádios cheios são proporcionados por multidões. Entre todas as modalidades esportivas, o futebol é a principal. E para muitos analistas é “uma mina de ouro”.

No Estado do Piauí o futebol já teve suas épocas extraordinárias. Foram muito os campeonatos estaduais realizados em clima de festa, com públicos extraordinários nos estádios. 

Em 1977 chegamos a ter 100 mil pessoas no Albertão em 3 jogos decisivos entre River e Flamengo. Nas competições nacionais, o Estádio Lindolfo Monteiro recebeu partidas memoráveis envolvendo Piauí, River e Flamengo, notadamente na antiga Taça Brasil. 

Com a inauguração do Albertão em 1973, o Estado do Piauí viveu jornadas que nunca serão esquecidas por quem acompanhou as belas campanhas do Tiradentes.

ALÚZIO DE CASTRO

Neste dia 19.07 registramos dois anos do falecimento do radialista Aluízio de Castro, ocorrido na cidade de Batalha. Aluízio de Castro formou com o Galego a mais famosa dupla de repórteres do rádio piauiense em todos os tempos.

ADRIANA

O Brasil goleou a Venezuela por 4 x 0 na Copa América de Futebol Feminino e caminha firme na luta pelo título. A piauiense Adriana, autora de 4 gols em dois jogos, não marcou contra as venezuelanas. O próximo jogo será na quinta-feira, contra o Peru.

LUTO NO RÁDIO ESPORTIVO

Faleceu segunda-feira (18) no Rio de Janeiro o radialista Odilon Júnior, narrador esportivo da Rádio Tupi.  Odilon Júnior tinha apenas 39 anos e há cinco anos lutava contra um câncer no cérebro.

Dídimo de Castro
[email protected]

Imprimir