Cidadeverde.com
Últimas

Ossada encontrada na Cerâmica Cil é de homem e teria sido queimado

Imprimir

Foto: Arquivo Cidadeverde.com 

A perícia conseguiu identificar o sexo da ossada humana encontrada por trás de uma fábrica de cerâmica desativada no Povoado Cerâmica Cil, zona Rural de Teresina. Segundo o delegado Danúbio Dias, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), trata-se de um homem e há indícios de que o cadáver foi queimado. 

“A cena, claramente, mostra uma combustão recente. O corpo estava em cima de um plástico espesso de cor azul. Os peritos ainda vão tentar determinar se há relação dessa combustão no entorno com aquele plástico e se o cadáver foi queimado em cima do plástico. São informações a serem confirmadas posteriormente”, destacou o delegado Danúbio Dias. 

A natureza e causa da morte, no entanto, ainda não podem ser determinadas. Isso porque, segundo o delegado, a ausência de tecido era muito grande e não dava para determinar se houve alguma lesão nos tecidos. 

“Os peritos criminais vão tentar determinar alguma lesão, fraturas nos ossos do cadáver, e vamos determinar se elas são antes ou após a morte. É possível que o cadáver venha a ser danificado por animais”, acrescentou o delegado. 

Nataniel Lima e Tiago Melo
[email protected] 

Imprimir