Cidadeverde.com
Política

PT estima reunir pelo menos 40 mil pessoas em ato com Lula em Teresina

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

O Partido dos Trabalhadores (PT) estima a presença de pelo menos 40 mil pessoas no evento com o ex-presidente Lula (PT) em Teresina, que está marcado para ocorrer na próxima quarta-feira (03). O número foi estimado pelo presidente estadual da sigla, João de Deus (PT). 

A previsão é de que, na data, Lula desembarque na capital por volta das 18h. Do aeroporto, ele seguirá para o local do evento, que tem a previsão de início às 18h30. Segundo o suplente de deputado estadual, o PT tem feito uma “força-tarefa” para reunir prefeitos e lideranças de movimentos sociais no ato. Já para o público em geral, a expectativa é a de trazer apoiadores da capital e da grande Teresina. 

“Temos cerca de 120 prefeitos que estão alinhados e querem vir, estar presentes com a gente. Temos uma força-tarefa neste sentido, inclusive, envolvendo os prefeitos e os movimentos sociais. São três focos que estamos dando. No sentido de público, estamos focando em Teresina e na grande Teresina, devido ao deslocamento e facilidade das pessoas chegarem sem maiores transtornos”, destacou. 

ESTRATÉGIA DE CAMPANHA

João de Deus acrescentou que a vinda de Lula ao Piauí será importante para a estratégia de campanha do candidato a governador, Rafael Fonteles (PT). O ex-secretário de Fazenda, como ele próprio tem destacado em entrevistas, ainda é consideravelmente desconhecido entre os eleitores piauienses. 

Para o suplente, a associação à imagem de Lula é uma das estratégias de campanha para despontar a preferência do eleitorado pelo candidato petista. 

"O Lula vai dizer na quarta-feira quem é o candidato dele no Piauí. Aliás, ele já tem dito e vai gravar com o Rafael dizendo isso. Vamos direcionar toda a nossa campanha com essa estratégia. Agora, eu acho que a população está sentindo muito pela política econômica fracassara de Bolsonaro e Ciro Nogueira que está precisando de uma saída e a saída não é apenas em nível local. A população entende que a política econômica não é uma atribuição somente local e vai olhar quem é o candidato que está sintonizado com esse lado que quer que volte com um Brasil que melhora a renda do povo", defendeu. 

SEGURANÇA 

João de Deus ainda pontuou que uma força de segurança integrada vai atuar na segurança do ato, reunindo Polícia Federal (PF), Superintendência de Transito (Strans) e o Batalhão de Trânsito da PM-PI. “Para garantir não só a segurança do ex-presidente Lula, mas da população também que se descola naquela região”, ressaltou. 

Em entrevista ao portal Cidade Verde o comandante da PM-PI, coronel Scheiwann Lopes, informou que PF solicitou o auxílio na segurança, que foi atendido pela corporação estadual. 

“Assim como qualquer outro que requisitar as forças de segurança nós iremos de pronto atender pois causa um impacto. A segurança está sendo feita pela Polícia Federal e ela solicita apoio da polícia militar. Problemas de trânsito e de segurança local, então, fomos oficializados e iremos nos preparar”, declarou o comandante. 

 

 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir