Cidadeverde.com
Picos

Estádio de Picos passa por inspeção da Federação de Futebol para sediar jogos oficiais

Imprimir

Fotos: Paula Monize - Cidadeverde.com/picos

Na manhã desta terça-feira (09) o Estádio Municipal Helvídio Nunes de Barros, em Picos, passou por uma inspeção preliminar realizada pela Federação de Futebol do Piauí. O procedimento técnico avaliará se o espaço tem condições de abrigar jogos oficiais válidos pela Série B do Campeonato Piauiense.

Participaram da inspeção o presidente da Federação de Futebol do Piauí, Robert Brown; o vice-presidente coronel Jaime Oliveira; o prefeito de Picos, Gil Paraibano (Progressistas); secretário de Esportes, Inácio Loiola; o presidente da Sociedade Esportiva de Picos, João Victor e desportistas locais.

O Estádio após sérios problemas estruturais está passando por uma reforma em suas instalações e gramado. Os reparos deverão ser concluídos num prazo inicial de 10 dias, para que finalmente, a arena de Picos possa sediar jogos. No dia 23 de agosto uma segunda inspeção será realizada no local favorável e/ou não a liberação do estádio.

Grama está sendo revitalizada

A SEP entrará em campo no jogo de abertura da competição, previsto para 27 de agosto, contra o Ferroviário.

O presidente da Federação de Futebol do Piauí, Robert Brown, ressaltou que se a reforma e os reparos não forem concluídos à tempo, o jogo de Picos poderá ser transferido para Oeiras.

“Eu acho que tem pouca gente trabalhando, são 10 dias de trabalho aí pela frente, mas nos garantiram que estará em condições. Se não tiver condições vamos ter que procurar outro estádio, possivelmente a cidade de Oeiras que é o local mais próximo. Esperamos que o Picos possa jogar em casa, pois é o correto, tem que jogar aqui, a torcida merece. A Federação tem interesse que os jogos aconteçam na cidade mandante”, pontuou.

Presidente da Confederação de Futebol do Piauí - Robert Brown

O vice-presidente da Federação de Futebol do Piauí, coronel Jaime Oliveira, explicou que serão realizadas duas inspeções no estádio, a última delas sete dias antes do jogo.

“Estamos aqui fazendo a inspeção dos estádios que sediarão jogos oficiais, onde se verifica as condições do estádio, haja vista que tivemos dois grandes eventos neste espaço. Haverá uma segunda inspeção sete dias antes do jogo para ver se a reforma foi concluída e fazermos o laudo de segurança. Até então não vejo grandes problemas”, avaliou o vice-presidente.

Coronel Jaime Oliveira

O secretário de Esportes de Picos, Inácio Loiola, garantiu que a reforma segue avançando e que os prazos serão cumpridos para liberação do estádio.

“Há muitos dias estamos aí realizando a reforma, o prefeito prometeu e está acontecendo. Temos poucos dias, mas vai dar certo, porque faltam poucos serviços. Vamos correr atrás de colocar mais pessoas trabalhando para que os prazos sejam concluídos”, frisou o secretário.

Secretário Inácio Loiola

O presidente da SEP, João Victor, mencionou que se o estádio não for liberado para receber os jogos oficiais, os prejuízos para a equipe picoense serão gigantescos.

“Percebemos que já está bem avançado ao que estava antes. Agora é esperar a grama ser restaurada e os reparos estruturais sejam concluídos. Acho que com esses 13 dias, aumentando o número de pessoas trabalhando vai conseguir os laudos. Caso não consigamos o prejuízo é gigantesco, eu fico sem minha torcida, fico sem meu local de trabalho, o meu fator principal é casa. O SEP joga forte em casa”, destacou o presidente.

Paula Monize
[email protected]

Imprimir